Durante a Operação Cosme e Damião, realizada entre segunda (12) e quarta-feira (14), os fiscais do Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) percorreram desde grandes supermercados até mercadinhos de bairro para verificar se itens largamente consumidos para fazer os famosos carurus em homenagem aos santos estavam sendo vendidos com a pesagem correta. Amostragem inicial revela que dos 40 produtos fiscalizados os que mais apresentaram irregularidades foram o camarão seco, a castanha e o amendoim, embalados nos próprios estabelecimentos.

“Essa fiscalização do Ibametro é constante e abrange uma gama variada de produtos. Reconhecendo a tradição das famílias baianas em fazer caruru em setembro, damos ênfase aos itens de amplo consumo nesta época. Importante que o consumidor fique atento e peça para que o produto seja pesado em sua frente, mesmo que já esteja embalado. Assim, terá a certeza de que a quantidade que está pagando condiz realmente com o indicado na embalagem”, alerta o diretor-geral do Ibametro, Luiz Freire. A festa é celebrada entre os dias 26 e 27 de setembro.

Foto: Elói Corrêa/GOVBA)
Camarão seco e castanha foram alguns dos itens que mais apresentaram irregularidades
(Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

O Ibametro vai divulgar o resultado final da Operação Cosme e Damião na próxima quinta-feira (22), às 11h. Além dos produtos flagrados no ato da fiscalização nas ruas, os fiscais do órgão recolheram amostras de sete produtos diversos para exame em laboratório.

Outros produtos fiscalizados foram feijão fradinho, azeite de dendê, quiabo, milho de pipoca, arroz branco, leite de coco, farinha de mandioca, além de balas e doces vendidos em pacotes, que nos festejos são distribuídos para as crianças. Todos esses itens são produtos pré-medidos – empacotados na ausência do consumidor, como ensacados e enlatados.

Os pontos comerciais notificados terão dez dias para apresentar defesa junto ao Ibametro. O estabelecimento em que for comprovada a irregularidade pode receber multa cujo valor varia conforme o grau de irregularidade. Para tirar dúvidas sobre a operação ou fazer denúncias, o consumidor pode entrar em contato com a ouvidoria do órgão pelo telefone 0800 071 1888.

Fonte: Ascom/Ibametro