Uma série de atividades está sendo desenvolvida pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder) com os beneficiários do Programa de Habitação de Interesse Social (Phis) no Centro Histórico de Salvador. A proposta é orientar as famílias quanto ao uso racional dos serviços essenciais, como água e energia elétrica, assim como passar dicas de manutenção e preservação dos imóveis que foram cedidos pelo Governo do Estado aos antigos moradores da região.

Nesta terça-feira (27), as famílias receberam dicas de consumo consciente de energia elétrica, destinadas à utilização eficiente da eletricidade na iluminação das residências, no funcionamento dos eletrodomésticos e eletroeletrônicos. “Uma simples mudança no hábito de consumo ajuda a minimizar os custos de energia e garante conforto, qualidade de vida e menor consumo”, afirmou Rafael Sena, agente educativo da Coelba que realizou palestra sobre o tema, na sede da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas/Conder), no Pelourinho.

Durante a atividade, foram passadas orientações sobre o combate ao desperdício, o uso seguro da energia elétrica e explicações para o bom entendimento da conta de luz. “Muitas dessas famílias beneficiadas com o programa de habitação social são provenientes do aluguel social e bolsa aluguel, atendidos pelo Governo do Estado. A partir de agora, elas passam a administrar esses custos mensais. Nosso objetivo é orientá-las da melhor forma possível neste momento de transição”, explicou Marise Melo, coordenadora de programas habitacionais da Dircas/Conder que atendem às famílias do Centro Antigo de Salvador.

Foto: Ascom/Dircas
Agente educativo da Coelba realizou palestra sobre consumo consciente de energia elétrica
(Foto: Ascom/Dircas)

Aprendizado

Os futuros proprietários dos imóveis que participaram da ação aprovaram a iniciativa. “A palestra foi esclarecedora. Estive o tempo todo atento. São pequenos hábitos diários que fazem diferença na nossa conta de luz no final do mês”, declarou Carlos Roberto Silva, beneficiado com uma unidade habitacional na Rua 28 de Setembro.

A beneficiária Sandra Regina concorda com a declaração do vizinho e acrescenta que essas ações servem como aprendizado. “Essas oficinas são úteis para o nosso dia a dia”. A próxima atividade terá como tema o consumo consciente de água nas unidades habitacionais.

Fonte: Ascom/Dircas