Alunos protagonistas de projetos ligados ao programa ‘Ciência na Escola’ socializaram suas experiências inovadoras durante visita à Secretaria da Educação do Estado da Bahia, na tarde desta terça-feira (30), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). O encontro teve a presença de instituições parceiras do programa e de gestores da secretaria. A estudante Rayssa Rodrigues, 12 anos, que cursa o 7° ano, no Colégio Estadual Professor Hermes Miranda do Val, localizado em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), irá representar o Brasil durante a Be The Change Conference, no mês de dezembro, em Pequim, na China.

Ela faz parte do projeto ‘Grupo de Apoio e Conselhos’ (GAC), formado por grupo estudantes que, através do diálogo aberto com os colegas, encontram o caminho para mudar a realidade da comunidade escolar no enfrentamento de questões como bullying, preconceito, baixa autoestima, entre outros. Rayssa conta sobre a experiência no projeto e expectativa para a viagem. “Sinto orgulho de fazer parte do GAC porque ele vem contribuindo para melhoria do ambiente escolar, onde ajudamos uns aos outros através de conselhos”, afirma.

Os alunos do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, localizado em Salvador, falaram sobre o ‘Clube de Ciências’, que ajudaram a implantar na unidade e está contribuindo para estimular a iniciação científica dos demais estudantes. No laboratório recém-reformando, eles atuam como monitores e dão aulas para outros estudantes. É o que conta Rute Leal, do 3º ano. “O clube foi criado com a intenção de colocar estudantes orientando outros estudantes com o objetivo de partilhar o conhecimento de forma mais prática e fácil”, destaca a estudante.

Já a ex-aluna da rede estadual Thainá Ameida, 17, contou sobre a sua experiência com projetos científicos. Ela participou da International Science and Engineering Fair (Intel Isef), nos Estados Unidos, onde apresentou um projeto sobre a identidade negra e quilombola do seu município, Antônio Cardoso, situado no centro norte do Estado. “Este projeto contribuiu muito para a minha carreira. Hoje estou na universidade cursando Direito e sou um exemplo para vários jovens acreditarem em seus potenciais”.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia