Quando trafega pelo Distrito Industrial de Juazeiro, no norte do estado, o representante de produtos elétricos Maurílio Damásio de Sousa, 58 anos, lembra com muita tristeza de janeiro de 2012, quando um trágico acidente interrompeu a vida das filhas gêmeas. As jovens de 19 anos, Ana Clara e Ana Lara, voltavam de um aniversário de madrugada, quando o amigo que dirigia o veículo perdeu o controle da direção. “O motorista estava alcoolizado e a pista não tinha iluminação. Por causa de um ato de imprudência, perdi minhas maiores riquezas. Acredito que ações como o do Detran possam refletir no comportamento humano e mudar essa triste realidade”.

O relato de Maurílio marcou o trabalho da equipe da Caravana do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), durante blitz realizada em Juazeiro, na terça-feira (10). A operação integrou as ações do Maio Amarelo, movimento mundial pela segurança no trânsito. Foram realizadas 121 abordagens e 11 condutores receberam notificações.

“Quanto mais problemas existirem nas vias, adicionados ao consumo de bebida alcoólica, maiores são as chances de acidentes e colisões com vítimas fatais. Por isso, é preciso ser prudente e ter atenção redobrada. Esta semana, estamos convidando a sociedade juazeirense para refletir sobre as suas responsabilidades no trânsito. Se não fosse a imprudência, este pai não teria perdido duas filhas”, afirmou o coordenador-geral da Caravana do Detran, tenente-coronel Josafá Soares.

Nesta quarta-feira (11), o departamento distribuiu material educativo do ‘Maio Amarelo’ na cidade, onde a frota de veículos quase triplicou em 10 anos, aumentando de 29 mil para quase 87 mil veículos. Na Escola Municipal Nélia Costa, os alunos participaram de atividades lúdicas sobre regras de trânsito. Os servidores da 8ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) estão sendo capacitados para orientar melhor a população.

O Detran também fiscalizou autoescolas e fábrica de placas credenciadas ao órgão. A empresa Juazeiro Placas foi advertida porque estava com o teto comprometido, correndo risco de desabar. "Demos um prazo de 15 dias para que a irregularidade seja sanada. Caso não aconteça, a empresa pode ser descredenciada”, explicou a coordenadora de Fiscalização, Jéssica Sacramento. O departamento ainda realizou a operação ‘Cidade Limpa’, que recolhe veículos e sucatas abandonados nas vias. As ações da caravana em Juazeiro prosseguem até esta sexta-feira (13).

Fonte: Ascom/ Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA)