Com o compromisso de ampliar e descentralizar o acesso a serviços de saúde em toda a Bahia, o programa itinerante Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama fica em Dias D Ávila, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), até 18 de maio. Uma unidade móvel equipada com mamógrafos está estacionada na Praça do Rio Imbassahy, disponibilizando mamografias para mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos de Dias D’Ávila e municípios vizinhos.

Desde o dia 7, quando foi iniciada a ação no município, estão sendo ofertadas diariamente cerca de 210 mamografias. O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, acompanhou o atendimento no local nesta segunda-feira (9). Na visita, ele ressaltou a importância de se fazer o diagnóstico precocemente para melhores resultados no tratamento da doença.

Vilas-Boas acrescentou que, quando o exame mostra algum indicativo de câncer, a paciente é encaminhada para o tratamento adequado. "Um dos diferenciais desta iniciativa é o acompanhamento das mulheres com mamografias inconclusivas, com a oferta de exames complementares para o diagnóstico e o encaminhamento ao tratamento, visando à integralidade do atendimento", afirmou.

O secretário explicou ainda que o rastreamento faz parte do programa Saúde Sem Fronteiras, desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), que engloba também odontologia e oftalmologia. Para Liliana Vitória, 54 anos, o programa é muito importante, "pois normalmente nós não temos acesso a esses exames mais caros. Eu mesma nunca fiz um exame desse. E hoje estou aqui para saber se está tudo bem comigo".

Tratamento

Outra que aprovou a iniciativa foi Maria Inês da Silva, 62, que precisa fazer o exame todo ano, pois tem histórico de câncer de mama na família e, segundo ela, "é sempre uma dificuldade para conseguir o exame". Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia na região de residência das pacientes.

Ainda durante a visita ao município, Vilas-Boas esteve no Hospital Municipal, na Maternidade, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24H) e em uma unidade de Atenção Básica.

Fonte: Ascom/Sesab