Cem estudantes, entre 16 e 17 anos, do Colégio Estadual Duque de Caxias, no bairro da Liberdade, em Salvador, já podem votar nas próximas eleições. Nesta quarta-feira (4), eles deram um passo importante para este exercício de cidadania e foram fazer o título de eleitor, no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), na capital. A iniciativa foi estimulada pela direção da escola e pelos líderes de classe eleitos no processo desencadeado pela Secretaria da Educação do Estado, que, na época, gerou  mobilização entre os alunos.

“Estou muito emocionado de estar aqui para tirar o meu título eleitoral pela primeira vez. Já estava bem motivado para exercer o meu direito cidadão de votar nos futuros governantes de nossa cidade, do nosso Estado e do País. Com o debate atual sobre o momento político brasileiro, fiquei ainda mais estimulado a querer participar desse processo”, disse o estudante João Vitor Nascimento, 17 anos, do 2º ano do ensino médio.

Bianca Silva, 17, do 3º ano, também afirmou que ficou entusiasmada com o novo documento. “Ter o título em mãos é uma das portas que se abrem para a maturidade. Agora, a nossa responsabilidade aumenta, porque estaremos aptos para decidir a vida política da nossa cidade, estado e do nosso País e escolher os nossos governantes. Estou muito feliz pela oportunidade, pois já tinha este desejo há tempos”.

O atendimento coletivo dos estudantes do Colégio Estadual Duque de Caxias, segundo a diretora da unidade escolar, Eliete Silva, foi resultado de uma parceria entre o colégio, o TRE-BA e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). “Consideramos o momento muito importante para os nossos estudantes, que manifestaram interesse em tirar o seu título para exercer a cidadania, a partir do direito de votar e escolher os nossos governantes”. Segundo a gestora, a discussão sobre a importância de obter o título eleitoral foi estimulada em sala de aula.

De acordo com dados do TRE, o alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os maiores de 18 anos e facultativos para os analfabetos, os maiores de 70 anos e os maiores de 16 e menores de 18 anos, como define o artigo 14 da Constituição Federal. Pode se inscrever para votar o jovem que completar 16 anos até o dia da eleição, em 2 de outubro.

Quem vai tirar o título de eleitor pela primeira vez deve comparecer ao cartório eleitoral com documento de identificação com foto, comprovante de residência recente e comprovante de quitação militar para os homens. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o novo modelo de passaporte não são aceitos para efeito de inscrição eleitoral.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia