As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começaram nesta segunda-feira (9) e os estudantes que estão concluindo o ensino médio não escondem a expectativa pela realização da prova, que apesar de ser realizada em novembro, é considerada decisiva para quem quer ingressar nas universidades.

Nas escolas estaduais, muito estudantes aproveitam os laboratórios de informática para fazer a inscrição e também acessar os quase 4 mil conteúdos preparatórios para o Enem, inclusive vídeoaulas, que são disponibilizados pela Secretaria da Educação do Estado, no Portal da Educação.

No Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, localizado no Bairro da Paz, em Salvador, o dia foi de ansiedade para os estudantes, que contam com o apoio da gestão escolar no processo de inscrição. “O serviço que disponibilizamos visa facilitar a vida do estudante que tem alguma dificuldade de acesso à internet. No ano passado, fizemos mais de 70 inscrições e, este ano, este número deverá dobrar porque notamos um aumento gradativo do interesse dos nossos alunos pelo Enem”, afirma a diretora Elísia Mélia Silva Santos.

Expectativa

Cursando o 3º ano, Elane Carneiro, 18 anos, sonha em estudar Pedagogia ou Enfermagem e, para isso, vem se aprimorando nos estudos. “Fiz as provas do Enem, no ano passado, como experiência, mas este ano é pra valer. Pretendo deixar o emprego no salão de beleza para focar, a partir de agora, nos conteúdos do Exame através das aulas e do Portal da Educação”.

Gabriel Ferreira, 17 anos, aluno do 2º ano, ainda não pode concorrer oficialmente ao Enem por não ter completado 18 anos e nem ter concluído o Ensino Médio no período da realização das provas do Exame, mas quer passar pela experiência. “Quero testar o meu nível e sei que isso é importante para que, quando for para valer, eu faça as provas mais confiante”, declara.

Aulas de reforço

Para contribuir com a assimilação dos conteúdos, o colégio vai promover, além do tradicional simulado, entre agosto e setembro, aulas de reforço de Português e Matemática, às sextas-feiras, nos turnos matutino e vespertino. “É mais uma oportunidade de os alunos absorverem os conteúdos, sanando as suas dificuldades e incentivando-os a terem um bom êxito nas provas do Enem. Associadas às aulas, vamos fazer uma apresentação das profissões para que eles adquiram melhor poder de escolha do seu futuro profissional”, revela a professora Núbia Meira.

Marilene Sharma e Marlene Alves, professoras de química e física, respectivamente, consideram que os estudantes estão mais atentos sobre a importância do Enem. “Observo que eles estão mais comprometidos e mais interessados em trabalhar os conteúdos do 3º ano focados para as provas do Exame”, destaca Marilene. “No nosso dia a dia, intercalamos teoria e prática, dentro da realidade deles, através de conteúdos voltados para o Enem, focados na interdisciplinaridade”, completa Marlene.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação