Difícil passar pela Rua Professor Souza Brito, no bairro de Itapuã, em Salvador, sem olhar para o muro do Colégio Estadual Lomanto Junior. No bairro que inspirou canções e versos famosos, o muro deu espaço para painéis em homenagens a personalidades como o poeta Castro Alves, os educadores Anísio Teixeira e Paulo Freire, o compositor Vinícius de Moraes e os escritores Darcy Ribeiro e Rubens Alves. A obra é assinada pelo artista visual e grafiteiro Eduardo Bahia, 27 anos, ex-aluno da escola pública estadual, que batizou sua arte como ‘Trem da Educação’.

Utilizando a técnica mista de pintura mural e grafite, Eduardo Bahia afirma que a sua intenção artística foi de promover “a participação e o encantamento” da comunidade escolar e da população do entorno, chamando a atenção para o legado de importantes educadores e poetas nacionais. “Em síntese, busquei harmonizar o ambiente público, mostrando que a arte e a colaboração de todos são capazes de protagonizar uma interação importante entre a escola, o artista e o público, contribuindo para aumentar a autoestima dos estudantes e a melhoria da educação e da vida de cada um”.

Idealizada pela vice-diretora e professora de Língua Portuguesa Cátia Goes dos Santos, a ação pedagógica buscou estimular na comunidade escolar e na população do bairro a valorização do colégio como um bem público que faz parte do cotidiano de toda a população. “A iniciativa de convidar Eduardo Bahia para ajudar na revitalização dos muros do Lomanto Jr., através dos lindos painéis, teve o objetivo de criar uma rede colaborativa entre a comunidade escolar e os moradores do bairro para que todos se sintam responsáveis pela preservação da escola”.

Em cada vagão do ‘Trem da Educação’, foi pintado um educador que contribuiu para a construção da identidade brasileira. “São nomes relevantes para a educação brasileira, como Paulo Freire, um educador que nos ensinou que a prática didática fundamentava-se na crença de que teoria e prática não podem estar desassociadas para o aprendizado”, enfatiza a professora.


Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia