Os estudantes das escolas estaduais de Salvador estão recebendo orientações sobre questões relacionadas ao mundo do trabalho, por meio de uma parceria entre a Secretaria da Educação do Estado, via o programa Educação para Transformar, com a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE). A iniciativa faz parte do projeto ‘Volta ao Mundo do Trabalho’, que programa visitas às unidades de ensino, com a realização de palestras e emissão da primeira via da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), emitida em uma unidade móvel de atendimento.

O Colégio Estadual Filadélfia, localizado no bairro Vila Canária, em Salvador, foi a primeira unidade a ser contemplada com ação, nesta semana, com a participação da comunidade local. Raiane Almeida, 14 anos, disse que as informações passadas pelos representantes da SRTE serão muito úteis. “Fiquei empolgada ao saber que podemos ingressar no mundo do trabalho como aprendizes. Por isso, aproveitei para fazer a primeira via da minha carteira de trabalho”.

Ela e os demais estudantes beneficiados com a ação vão receber o documento na própria escola, em poucos dias. Quem também aproveitou para dar entrada no documento foi Adalberto Lima, 14. “O que mais me chamou a atenção foi a questão abordada sobre o trabalho infantil e que acaba atrapalhando os jovens nos estudos. Além disso, ficamos sabendo um pouco mais sobre os direitos trabalhistas e podemos repassar estas informações para outras pessoas”.

O Superintendente Regional do Trabalho e Emprego, José Maria Abreu Dutra, ressalta que o projeto busca “aproximar os jovens do Ministério do Trabalho levando conhecimento sobre direitos trabalhistas, nossos serviços de apoio na defesa dos trabalhadores e para que também conheçam as possibilidades de inserção no mundo do trabalho, a exemplo do estágio ou de como ser um aprendiz”.

Ele também informa que a atividade será estendida a outras unidades de ensino no decorrer do ano. Para o vice-diretor do colégio, José Américo, esta iniciativa é muito importante, pois “oportuniza aos jovens terem informações que serão úteis para suas vidas ao se iniciarem no mundo do trabalho”.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia