O programa “Narrativas Patrimoniais – Diálogo, Fomento e Qualificação” está com as inscrições abertas para a edição que acontece na próxima terça-feira (24), às 14h, no Convento dos Humildes, no município de Santo Amaro, no Recôncavo baiano. A ficha está no disponível no link e deve ser encaminhada ao endereço narrativaspatrimoniais@ipac.ba.gov.br até a segunda-feira (23). A inscrição é gratuita e as vagas são limitadas.

O programa é voltado para produtores culturais, agentes públicos, estudantes, gestores, pesquisadores e qualquer profissional que desenvolva projetos para os setores de museologia, arquitetura, urbanismo e patrimônio cultural (material e imaterial). A iniciativa é do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac) da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), com apoio da Superintendência de Promoção Cultural (Suprocult).

Parceria

Segundo o diretor-geral do Ipac, João Carlos de Oliveira, depois de Salvador e Santo Amaro, o programa “Narrativas” segue para Jequié, Serrinha, Ilhéus, Palmeiras, Capim Grosso, Cachoeira e Cabaceiras do Paraguaçu, em datas a serem confirmadas.

“Além de orientar e estimular comunidades, produtores, prefeituras e organizações não-governamentais a inscreverem seus projetos nas linhas de financiamento cultural do governo estadual, a nossa intenção é que se crie uma rede voltada ao fomento do patrimônio cultural no estado e, por isso, a parceria imprescindível da Suprocult”, diz o diretor.

Para o superintendente da Suprocult, Alexandre Simões, esta é mais uma iniciativa de fomento para a cultura baiana. “É atribuição da Suprocult coordenar o Sistema Estadual de Fomento e Financiamento da Cultura e as linhas de apoio financiadas pelo Fundo de Cultura, modelo de referência para outros estados brasileiros”, afirmou.
O programa conta ainda com participação do “Bahia Criativa”, escritório público de atendimento e suporte a profissionais e empreendedores que atuam nos setores criativos.

Convento dos Humildes

Na programação de Santo Amaro, o “Narrativas Patrimoniais” terá as palestras “O antes e o depois do tombamento e do registro especial”, com as gerentes de Patrimônio Imaterial e de Patrimônio Material do Ipac, respectivamente, Nívea Santos e Roberta Ventura.

Depois, explanação sobre a restauração de bens móveis do Convento dos Humildes, com o subgerente de Restauro do órgão, Cláudio Britto. Ao final, a apresentação de projetos bem-sucedidos do Fundo sobre “Samba de Roda”, com sua autora e proponente, Luciana Maria Barreto.

“O programa propõe trocar experiências, compartilhar informações, colaborar em projetos e parcerias de difusão de conhecimento técnico”, explica a coordenadora de Editais do Ipac, Ana Coelho. A coordenadora de Mobilização e Parcerias Institucionais do órgão, Milena Rocha, destaca que o programa é trabalhado via financiamento/mobilização e capacitação de recursos, tendo como foco o patrimônio cultural. “Já na qualificação serão oferecidas orientações técnicas para a formatação e elaboração de projetos sobre a preservação cultural”, afirma.

Mais informações pelo telefone (71) 3117-7482 e endereço narrativaspatrimoniais@ipac.ba.gov.br.

Fonte: Ascom/Ipac