De acordo com a última pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, 67% da população não contou com uma pessoa que incentivasse a leitura em sua trajetória, mas, dos 33% influenciados por alguém, a mãe foi a principal responsável (11%), seguida pelo professor (7%). Para ampliar este estímulo, a Fundação Pedro Calmon (FPC), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), por meio da Diretoria do Livro e Leitura (DLL), convoca familiares e professores a inscrever estudantes do ensino básico – de escolas públicas e particulares no estado – no 3º Concurso de Escritores Escolares de Poesia e Redação.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas, desta quarta-feira (25) até o dia 25 de julho, presencialmente, na sede da FPC, na Avenida Sete de Setembro, 282, Edifício Brasilgás, sala 01, 4º andar, no centro de Salvador, ou pelos Correios, via postal com Aviso de Recebimento (AR). O concurso será lançado nesta quarta-feira (25), às 9h, em evento no Beco da Cultura (Centro Tecnológico Carlos Correa de Menezes Santana), bairro do Nordeste de Amaralina, em Salvador.

O lançamento é aberto ao público e terá apresentações musicais e poéticas dos alunos. Desde 2013, o concurso tem o objetivo de envolver jovens estudantes do ensino básico dos 27 territórios de identidades da Bahia na promoção do hábito da leitura e da escrita. É voltado para estudantes do ensino fundamental I, II e médio e, em suas duas primeiras edições já alcançou estudantes de Salvador, região metropolitana e municípios como Quinjingue, Lapão, Santa Bárbara e Santo Amaro.

Cada estudante pode se inscrever com apenas um poema ou uma redação − ficcional ou não e de tema livre – e as obras devem ser inéditas, ou seja, não podem ter sido publicadas, impressas, ou classificadas em qualquer outro concurso. Para premiar os jovens escritores e estimulá-los a promover a leitura em suas comunidades, os vencedores receberão kits de livro, câmeras fotográficas digitais e bicicletas adaptadas para o transporte de livros. Serão concedidos prêmios aos 1º, 2º e 3º lugar em cada série escolar, além de menções honrosas.

Os vencedores em 1º e 2º lugar ganham 100 livros, o 3º leva 50 exemplares para casa, além de bicicletas a partir do fundamental II. Os que ganham Menção Honrosa também serão premiados, com 50 livros. Ao premiar os vencedores com livros, pretende-se estimular a criação de Clubes de Leitura com grupos de amigos nos bairros de origem dos vencedores, a fim de estimular o hábito da leitura fora do ambiente educacional ou em espaços não convencionais.

A DLL é responsável pela execução e implementação das políticas públicas de fomento ao livro e estímulo à leitura. O objetivo é incentivar a prática da leitura, promovendo eventos do setor, como leituras públicas com autores, oficinas de leitura, seminários, feiras, palestras e conferências sobre obras, autores e tópicos importantes da literatura.

Também compete à DLL a promoção do livro, fomentando a produção editorial, elaborando prêmios literários e editais que proporcionem às editoras o acesso a recursos públicos que permitam às mesmas aumentar e diversificar a produção de livros no Estado, entre outras ações que integram os objetivos do Plano Estadual do Livro e Leitura (PELL). Mais informações estão disponíveis no site da Secult.

Fonte: Ascom/Secretaria de Cultura do Estado (Secult)