Para debater a cultura da pinha junto aos produtores, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri), promove o ‘Seminário Regional sobre a Cultura da Pinha’, nesta quarta-feira (1º), em Presidente Dutra, no centro norte baiano.

Realizado com apoio da prefeitura, o evento que acontece na Câmara Municipal, das 8h30 às 17h30, vai discutir formas de apoio e articular ações para o desenvolvimento da cultura da pinha com ênfase na fitossanidade.

A previsão é que 200 pessoas participem do seminário que é direcionado a produtores rurais, engenheiros agrônomos, fiscais agropecuários, agentes financeiros, universidades, instituições de pesquisa, estudantes de ciências agrárias, empresários rurais e demais setores relacionados ao agronegócio da pinha.

O pesquisador e professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Abel Rebouças, ministrará a palestra sobre o ‘Panorama das Anonáceas no Brasil e no mundo, com ênfase em nutrição’. Com o propósito de viabilizar soluções para a convivência com as principais pragas que atacam essa cultura, o Projeto de Manejo Integrado das Pragas das Anonáceas e o ‘Manejo Alternativo de Pomares de Anonáceas serão apresentados no seminário.

‘Estado Atual das Águas Subterrâneas na Região e perspectivas para o futuro’ é outro tema do evento. A abordagem será do professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Luis Rogério Bastos Leal, como forma de solucionar problemas na disponibilidade de água para irrigação, fator que limita a produção da fruta na ‘Capital da Pinha’.

A coordenadora do Projeto de Manejo Integrado das Pragas das Anonáceas da Adab, Keyla Soares, informa que no vão ser transmitidos conhecimentos técnicos de defesa fitossanitária para os produtores rurais, principalmente sobre a ‘Broca dos Frutos’, doença considerada a mais grave nas anonáceas.

Fonte: Ascom/Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab)