Os grandes consumidores de água estão entre os principais alvos das ações da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) de combate às ligações clandestinas em sua rede distribuidora e fraudes no consumo de água. No final de abril, equipes de campo encontraram ligações irregulares que estavam sendo utilizadas para abastecer o clube e área de convivência de um condomínio de alto padrão em Guarajuba, no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Após a realização de testes que comprovaram a irregularidade, representantes da Embasa registraram boletim de ocorrência na 33ª Delegacia Territorial (DT) de Monto Gordo. “Na ocasião, solicitamos a realização de perícia técnica a fim de levantar as evidências da fraude, para a fundamentação jurídica do processo que será aberto contra os responsáveis”, explica a gerente da unidade regional de Camaçari, Janaína Santos.  Agora, a empresa está efetuando os cálculos para estimar a quantidade de água que foi desviada e definir a multa a ser aplicada ao empreendimento. A retirada das ligações irregulares foi feita na presença de perito da policia civil.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da Embasa com o propósito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. O usuário que estiver nessa situação deve procurar um ponto de atendimento da Embasa e regularizar sua ligação, evitando problemas e corte no abastecimento do imóvel. Atualmente, a empresa conta com 40 equipes de campo somente nas unidades da capital e região metropolitana, responsáveis por mais de 200 verificações deste tipo todos os dias.

Fonte: Ascom/Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa)