Representantes de municípios baianos onde ocorrem expressivas manifestações religiosas participaram, nesta sexta-feira (11), de encontro promovido pela Secretaria do Turismo do Estado, com o objetivo de integrar instituições religiosas, agentes públicos e profissionais ligados ao mercado turístico local.

Iniciativa da Diretoria de Qualificação e Segmentos Turísticos da Setur, o evento teve o objetivo de incentivar a formação da Rede de Turismo Religioso Católico da Bahia e tornar o segmento mais competitivo, como explicou o diretor Roberto Roque. “Este movimento nos permite estimular e conquistar o mercado de viagens, que está em alta e reúne um público com interesse específico”.

A cada ano, o turismo brasileiro apresenta números mais expressivos em relação ao segmento religioso. Conforme dados preliminares do Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo, apurados em 2014, cerca de 17,7 milhões de brasileiros viajaram pelo País levados pela fé. As visitas às tradicionais cidades barrocas, como Salvador, estão entre os destinos do Brasil mais visitados.

O técnico da Coordenação de Segmentos Turísticos, Júlio Santos, destacou a importância de diagnosticar o fluxo turístico de cada município, qualificar os profissionais que atuam no segmento e incrementar a produção associada ao turismo religioso – imagens, velas, terços, bijuterias, camisas, entre outros. O diagnóstico já começou a ser elaborado pela Setur e tem caráter essencial no planejamento de ações e na roteirização do turismo religioso na Bahia.

Participaram do encontro, realizado na sede da Setur (Avenida Tancredo Neves), representantes dos municípios de Salvador, São Francisco do Conde, Santa Brígida, Bom Jesus da Lapa, Monte Santo, Nazaré, Cachoeira e Maragojipe.

Fonte: Ascom/Secretaria do Turismo do Estado (Setur)