Pessoas físicas que possuam boas ideias de negócios com alto teor tecnológico poderão concorrer a uma bolsa de pesquisa mensal de R$ 2 mil, pelo período de quatro meses, a partir do dia 1º de abril. A data vai marcar o lançamento do Edital de Apoio ao Desenvolvimento de Ideias, que será realizado às 10h, no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador. A iniciativa é da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

Na mesma ocasião, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Bahia (Sebrae/BA) fará a apresentação do estudo sobre o ecossistema baiano de startups. As propostas de projetos devem ser inscritas por pessoas com espírito empreendedor que ainda não deram o passo definitivo para a criação de uma empresa com perfil tecnológico do tipo startup. De acordo com o superintendente de Inovação da Secti, Thomas Buck, a iniciativa visa “fomentar a ampliação da massa crítica presente no sistema de empreendedorismo e inovação baiano”.

O coordenador de apoio à competitividade empresarial da Fapesb, Alzir Mahl, explica que o edital vem somar neste conjunto de iniciativas para fomentar empreendimentos de alto impacto tecnológico (startups) na Bahia. “Juntamente com os demais parceiros locais, iremos trabalhar no sentido de capacitar ideias que ainda estão verdes ou imaturas, para que estas possam ficar qualificadas para pré-incubação ou mesmo negócios que possam seguir direto ao mercado”.

Os selecionados vão ter o apoio do Sebrae/BA, com orientação especializada em diversas áreas, como legalização do negócio, aspectos contáveis, mercado, finanças, inovação, modelagem do negócio, captação de recursos, marketing e plano de negócio. A ação objetiva, a longo prazo, promover o surgimento de negócios promissores e indução ao empreendedorismo tecnológico. Os empreendedores selecionados através de projeto terão bolsas de pesquisa financiada pela Fapesb. As inscrições deverão ser feitas no site da fundação.

Integração

Além do lançamento do edital, também no dia 1º de abril, às 14h, no Parque Tecnológico, ocorrer mais uma reunião com foco no desenvolvimento da Rede Baiana de Empreendedorismo e Incubação (R-BEI). Iniciativa capitaneada pela Secti, a R-BEI busca disseminar a cultura empreendedora e dinamizar o ambiente de incubação de base tecnológica, auxiliando, assim, o desenvolvimento da competitividade da Bahia.

Fonte: Ascom/Secti