Como parte do projeto de descentralização da Polícia Técnica, o Laboratório da Coordenadoria Regional (CRPT) de Feira de Santana já está comemorando o bom resultado nos exames que auxiliam nas investigações de crimes sexuais. As novas análises estão sendo realizadas por meio do microscópio óptico com captura de imagem, na própria regional, e ajudam na celeridade dos inquéritos.
Ao todo, desde que foram implantados os exames de pericias em crimes sexuais na CRPT de Feira de Santana, a Regional deixou de enviar para Salvador cerca de 60 solicitações por mês. “As pericias foram inseridas gradativamente, e atualmente todas as solicitações da Grande Regional do Recôncavo são encaminhadas para o Laboratório de Feira de Santana, que atende as CRPTs de Alagoinhas, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, Serrinha, e o Posto Avançado de Itaparica”, explica o coordenador Regional do Grande Recôncavo, Renato Lacerda. 
De acordo com o coordenador, “os quantitativos de pericias de Biologia Forense em crimes sexuais, já somam um total de 567 resultados, sendo que 74 exames (34 PSA, 34 PES e 2 Beta-Hcg) apresentaram resultado positivo”. 
Segundo o diretor do Departamento de Polícia Técnica do Estado (DPT), Elson Jefferson, o objetivo do órgão é expandir os serviços prestados. “Para isso, o DPT tem colocado à disposição da sociedade serviços periciais, que contribuem com eficácia e segurança na produção da prova material”, afirma. 

Fonte: Ascom/Departamento de Polícia Técnica (DPT)