A construção e a recuperação de vias mudam o tráfego e desafogam o trânsito em Salvador e região metropolitana. Até julho de 2017, quem circular por cidades importantes da RMS, como Lauro de Freitas, Camaçari e Candeias, já vai sentir a diferença com a inauguração da Via Metropolitana e do Anel Viário de Candeias, além da duplicação da Via Atlântica, mais conhecida como Estrada da Cetrel. São obras estruturantes que melhoram a mobilidade urbana no estado e proporcionam mais qualidade de vida ao povo baiano.

Juntas, as novas vias somam 37 quilômetros de estradas que vão retirar o fluxo dos centros urbanos e atender não apenas os moradores, mas também os complexos industriais e os veículos pesados que circulam pelo entorno das obras. Além disso, elas incentivam o turismo, o desenvolvimento econômico das regiões por onde vão passar e geram empregos nos canteiros das obras, que seguem a todo vapor.

Via Metropolitana Camaçari-Lauro de Freitas

Quem circula pelo centro de Lauro de Freitas sabe que parte do tráfego intenso no município deve-se aos veículos que transitam por um dos principais corredores viários da cidade, a Estrada do Coco (BA-099), rota de acesso ao litoral norte da Bahia. Com o prazo de conclusão para março de 2017, uma nova via com 11,2 quilômetros de extensão vai ligar Camaçari à BA-099 sem a necessidade de passar pelo centro de Lauro de Freitas.

Sob responsabilidade da concessionária Bahia Norte, a Via Metropolitana parte da região do CIA-Aeroporto chegando até a Estrada do Coco. O trabalho de construção da estrada envolve a criação de pontes e viadutos, bem como o respeito à fauna, flora e às comunidades que moram no entorno. Segundo o gerente de comunicação da Bahia Norte, Cledson Castro, as equipes estão empenhadas nesse sentido e todas as etapas de construção foram autorizadas pelos órgãos competentes.

“Estamos trabalhando em um processo grandioso que tem o objetivo de proporcionar melhoria da qualidade de vida e uma redução do tempo no trânsito para a população. Para isso, mantemos equipes sócio-ambientais dedicadas ao relacionamento com as comunidades, com uma ouvidoria específica e com um e-mail, em uma relação muito transparente”, afirma Cledson.

Anel Viário de Candeias

Em uma situação semelhante à de Lauro de Freitas, parte dos veículos e principalmente caminhões e carretas trafegam pelo centro de Candeias para acessar as rodovias que circundam o município. Com a entrega do Anel Viário, prevista para dezembro deste ano, haverá uma nova ligação entre a BA-522 e a BR-324, sem passar pelas ruas da cidade. 

A iniciativa atende sobretudo os veículos pesados que saem ou chegam à Refinaria Landulfo Alves. A via – já com 65% das obras concluídas – vai beneficiar não apenas o município de Candeias, mas os cerca de 175 mil moradores de cidades como Madre de Deus e São Francisco do Conde. No total, serão investidos R$ 24 milhões no Anel Viário.

Recuperação e duplicação da Via Atlântica

A BA-530 (Via Atlântica), mais conhecida como Estrada da Cetrel, atende diariamente mais de 2,2 mil veículos que trafegam entre o município de Camaçari e a Estrada do Coco (BA-099). Com as obras já iniciadas em diversos trechos, é possível ver o novo traçado se desenhando. A conclusão da via está prevista para julho de 2017, com um investimento de R$ 55 milhões. O projeto – que ainda prevê um trecho de ciclovia – favorece a indústria e o turismo, além de melhorar o acesso ao Litoral Norte e beneficiar os 121 mil moradores da região.

Segundo o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, as novas vias se somam a outros investimentos feitos pelo Governo do Estado em mobilidade. “São importantes obras estruturantes que vem complementar os investimentos na região metropolitana [de Salvador], que envolvem a construção das linhas verde e vermelha e o metrô. Além disso, intervenções como a Via Metropolitana, por exemplo, permitem a criação de área para empreendimentos habitacionais e comerciais ao longo da rodovia, mudando o fluxo de veículos nessa região”, explica o secretário.

Repórter: Anna Larissa Falcão