Nesta terça-feira (15) é comemorado o Dia Mundial do Consumidor e, na Bahia, a data será marcada pelo lançamento do Cadastro de Reclamações Fundamentadas do ano de 2015 e do aplicativo Procon/BA Mobile. As novidades serão apresentadas pela Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), a partir das 9h, em evento na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio), na Avenida Tancredo Neves, em Salvador.
Com o Cadastro de Reclamações Fundamentadas, o objetivo do Procon é dar maior poder de informação ao consumidor, aprimorando sua liberdade de escolha para que consuma da maneira correta. Ele apresenta um balanço dos atendimentos aos consumidores realizados pelo órgão no ano passado, com informações sobre as principais reclamações, os seguimentos do mercado de consumo que mais apresentam problemas ao consumidor, além de apontar as empresas mais demandadas, as que mais que resolvem problemas quando estes surgem e as que não estão se comportando da melhor forma com o seu consumidor. Além disso, o cadastro é uma ferramenta para fornecedores conhecerem sua realidade de demandas no órgão, bem como o contexto de mercado em que está inserido face aos concorrentes.
“Nosso objetivo é orientar o consumidor da melhor forma possível, antes mesmo que ele chegue a firmar qualquer relação [de consumo], assegurando que, se surgir qualquer problema, o Procon irá prestar o melhor serviço, como já o fazemos, observando o alto nível de solução de conflitos visualizados no Cadastro”, explicou o diretor de Atendimento e Orientação ao Consumidor do órgão, Lucas Menezes.
Já com o Procon/BA Mobile a ideia é aproximar o consumidor do órgão estadual, facilitando a realização e apuração de denúncias. Por meio da ferramenta digital qualquer consumidor baiano poderá fazer sua denúncia em tempo real, como fotos. O aplicativo possui menu autoexplicativo, com diversas opções de serviço e localização dos postos de atendimento presencial. Inicialmente estará disponível para os dispositivos integrados à plataforma Android, já com perspectivas de expansão para os sistemas operacionais WindowsPhone e IOs.
Para o diretor de Fiscalização do Procon, Iratan Vilas Boas, o aplicativo tem o potencial de transformar o consumidor em um verdadeiro colaborador do órgão, uma vez que o cidadão, principal interessado em ver o seu direito assegurado, terá a ferramenta sempre à mão.

Fonte: Ascom/Procon