A nova piscina olímpica da Bahia foi apresentada à imprensa esportiva de Salvador na manhã desta quinta-feira (24), em entrevista coletiva concedida pelo secretário estadual do Trabalho e Esporte, Álvaro Gomes. Também participaram do encontro o diretor-geral da Sudesb, Elias Dourado, o presidente da Federação Baiana de Desportos Aquáticos, Sérgio Silva, e o arquiteto responsável pelo projeto, Andrei Beramendi.

Paratleta do triathlon, Leonardo Curvelo, medalha de bronze no último Para-Pan em Sarasaota, nos Estados Unidos, também concedeu entrevista aos jornalistas. Na ocasião, Álvaro Gomes destacou as funções da nova piscina olímpica, que vai preparar atletas de alta performance e revelar novos talentos para a natação baiana.

“Este equipamento de alta tecnologia só tem comparação com o parque aquático Maria Lenk, que vai ser palco dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A piscina obedece a todos os critérios técnicos da Federação Internacional de Natação (FINA) para três modalidades esportivas: natação, pólo aquático e nado sincronizado”, disse o secretário.

Álvaro Gomes informou ainda que nas duas primeiras etapas da obra – que será entregue na próxima segunda-feira (28), às 19h – foram investidos R$ 15 milhões. “Ainda não temos projeções de quando vamos começar a terceira e última etapa devido as atuais circunstâncias da economia brasileira que termina por afetar a economia baiana. Mas, esperamos que todo este investimento também venha beneficiar as populações em situação de vulnerabilidade social”, acrescentou.

Festa de entrega

Na segunda (28), a programação inclui competições infantis durante o dia. À noite, a partir das 18h30, começa a solenidade de entrega do equipamento, seguida de apresentações da Seleção Brasileira de Nado Sincronizado em 'equipe', 'dueto olímpico' e 'dueto misto'. A equipe olímpica brasileira, inclusive, chega a Salvador neste domingo (27), às 9h30, no vôo 1739 da Gol, acompanhada do presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquaticos (CBDA), Coaraci Nunes Filho.

Com dimensões oficiais, a nova piscina olímpica da Bahia tem 50x25m, três metros de profundidade e 10 raias, com 2,5m de largura cada. Duas dessas raias ficarão livres para facilitar a dispersão das águas. A instalação conta ainda com um corredor técnico que permite fazer a manutenção e reaproveitamento da água tratada 24 horas por dia, com controle do PH por monitoramento eletrônico. Toda essa tecnologia torna a estrutura um dos espaços esportivos mais modernos do país.

Fonte: Ascom/Setre