Os primeiros passos no mundo profissional do boxe serão dados por Matheus Lucas de Jesus, 17 anos, aluno do projeto ‘Gente que faz Esporte’ – apoiado e supervisionado pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) -, neste sábado (19), nas semifinais do Campeonato Baiano de Boxe da Classe Estreantes. O evento, que acontece no espaço de eventos Cyber Team Boxing, no bairro de Baixa de Quintas, em Salvador, a partir de 14h, sob a organização da Federação de Boxe Olímpico e Profissional do Estado da Bahia, tem o objetivo de fomentar o esporte no estado e revelar novos atletas. Participam 250 atletas.

Matheus começou a praticar boxe quando ainda tinha 10 anos, por influência do padrasto. Após uma pausa de cinco anos, retomou às atividades, desta vez, no projeto. Agora, entra na fase de participar de competições. Beneficiado pelo sorteio do campeonato, ele fará a estreia na categoria pena (57kg), classe Juvenil (17 e 18 anos). “Voltei a lutar por espírito esportivo e agora quero seguir carreira no boxe”, afirma o aluno, que, segundo o técnico e também professor do projeto, Almiro Gom, é uma promessa no esporte.

O ‘Gente que faz Esporte’, uma iniciativa da Central Única da Cidadania (CUC), oferece duas vezes por semana aulas de boxe, judô e ginástica para moradores do município de Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador. Com exceção da ginástica, que é exclusiva para adultos e idosos, o boxe atende a crianças, adolescentes e adultos e o karatê a crianças e adolescentes na faixa etária de 7 a 17 anos. As aulas começaram em dezembro do ano passado, mas ainda há 120 vagas por serem preenchidas no judô e no boxe.

Ao todo, o projeto disponibiliza 600 vagas. Para se inscrever, é preciso comparecer de segunda a quinta-feira, das 8 às 11h e de 14 às 17h, na Secretaria de Esportes da Prefeitura de Dias D’Ávila, na Praça ACM, levando uma fotografia 3×4, a carteria de identidade e o CPF. O projeto tem vigência de 12 meses, podendo ser prorrogado por igual período. Ttambém atende às políticas do programa Pacto pela Vida, uma ação de Governo que tem por objetivo principal a promoção da paz social. Para implementar a execução, a Sudesb conta com recursos próprios e também da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), além de aporte financeiro do Fundo de Combate à Pobreza (Funcep).

Fonte: Ascom/Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb)