Motivada pela Jornada Pedagógica 2016, que tem como tema central o incentivo à leitura, a professora de Língua Inglesa, Cristiane Nunes, do Colégio Estadual Rômulo Galvão, no município de São Félix, no Recôncavo, criou o ‘bookcrossing’. O projeto consiste na distribuição de livros nos espaços da escola para que os estudantes leiam e repassem. A iniciativa, implantada na primeira semana do ano letivo, já conquistou toda a escola.

O ‘bookcrossing’ tem como lema ‘Ler, registrar e libertar’. “Libertar é no sentido de socializar o conhecimento adquirido com o livro, como também, libertar o próprio livro para outra pessoa”, explica a idealizadora. Ele afirma foi motivada a realizar o projeto ao perceber que muitos alunos não liam por falta de incentivo. “Então, disponibilizei 40 livros e este foi o ponta pé inicial. Pelo interesse deles, sei que muitas contribuições de livros virão”.

O estudante do 3º ano, Kennedy Martins, 18, considera muito importante para a carreira profissional de psicólogo que pretende seguir. “Eu já tinha o hábito da leitura e o projeto é um incentivo a mais para eu continuar lendo e me preparando para a profissão que escolhi”. Ela está lendo atualmente ‘Capitães da Areia’, do escritor baiano Jorge Amado.

Debruçado sobre a obra do escritor Fernando Sabino, ‘O Menino no Espelho’, o estudante do 3º ano Vandjeique Santos, 21, já está pensando na próxima obra que quer ler. “Estou adorando o livro, tem vários conflitos e você termina um capítulo já pensando no outro. Quando terminar pretendo ler ‘Cinquenta Tons de Cinza’", o  bestseller da autora inglesa Erika Leonard James.

A professora Cristiane informa que o próximo passo é a socialização da leitura e revela um sonho – de que “os livros em língua inglesa também façam parte do projeto para que os estudantes exercitarem o idioma inglês”. Com o objetivo de incentivar a leitura entre os os alunos, o Colégio Estadual Rômulo Galvão desenvolve o projeto ‘Quem lê viaja’, que vai realizar ações neste sentido ao longo do ano letivo, a exemplo da revitalização da biblioteca da unidade escolar.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado