Com o intuito de capacitar prefeitos, secretários municipais, técnicos de assistência técnica e extensão rural (ATER), representantes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (CMDS), lideranças de movimentos sociais e demais entidades parceiras sobre a adesão ao programa Garantia Safra, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) realizou uma videoconferência sobre o programa nesta terça-feira (15), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador. 
Segundo o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, o objetivo da videoconferência sobre o programa foi facilitar o acesso dos agricultores familiares a uma política tão importante. "Estamos chegando ao prazo de fechamento da nossa safra que vai até o dia 30 de março. E preocupados com os nossos agricultores, para que eles possam acessar essa política, estamos fazendo esse chamamento com essa grande equipe presente”, afirmou Rodrigues. 
O superintendente de Assistência Técnica e Extensão Rural, Ivan Fontes, informou que a videoconferência, do ponto de vista da Bahiater, serviu para agradecer o esforço demonstrado pelos técnicos na penúltima safra 2014/2015 e nessa última 2015/2016, além de fez um alerta sobre os prazos. 
“Estamos com dois prazos importantes. Nesta terça-feira (15), é o prazo final para validação dos conselhos municipais. E o prazo do dia 30 de março que é para o pagamento dos boletos e pedimos que a mobilização continue pelo interior do estado para o cumprimento desses prazos para concluir o processo de adesão e pagamento”, explicou Fontes. 

Parcerias 
Para o superintendente da Agricultura Familiar, Marcelo Matos, esse é um momento importante de uma política pública tão relevante para o estado da Bahia e, principalmente, para o semiárido baiano. Já a coordenadora nacional do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), Dione Maria de Freitas, enfatizou que o Garantia Safra só consegue chegar a mais de 1 milhão de agricultores familiares graças às parcerias envolvidas, que  fazem com o que o programa alcance essas famílias de forma tão qualificada. 
“Já chegamos onde tínhamos que chegar e agora nosso objetivo é integrar um conjunto de políticas públicas pra diminuir a vulnerabilidade socioeconômica desses agricultores. A seca vai existir sempre, mas não precisar causar estrago na vida das pessoas”, comentou Dione. 
A transmissão foi feita para as salas de videoconferência de 22 municípios do semiárido e cerrado. O evento ainda teve a presença de representantes da Caixa Econômica Federal, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Delegacia Federal do MDA.

Garantia Safra 
O Fundo Garantia Safra está vinculado ao MDA e atualmente é coordenado pela SDR, através de um conjunto de ações articuladas, com o objetivo de assegurar renda mínima às famílias que residem em áreas sujeitas a perdas constantes. O programa visa garantir condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares de municípios sistematicamente sujeitos à perda de safra em razão do fenômeno de estiagem ou excesso hídrico.
Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)