O município de Valença, no Baixo Sul, recebe uma sessão do Cine Avuadora, projeto do Coletivo Urgente de Audiovisual (CUAL), neste sábado (19). Vão ser exibidos gratuitamente os filmes ‘Dançando, mas tô andando’, ‘Doido Lelé’, ‘Menino do Cinco’, ‘Menino Invisível’, ‘O Cadeado’ e ‘O Velho e os Três Meninos’. A sessão acontece no Centro de Cultura da cidade, às 16h. 
Após a exibição dos filmes, será realizado um debate com os críticos João Paulo Barreto e Amanda Amaoud. No domingo (20), às 14h, o público participa de um workshop, ministrado por integrantes do CUAL, sobre o panorama da produção cinematográfica atual, seus métodos e as novas possibilidades dentro do audiovisual, no mesmo local. 
O projeto visa exibir filmes independentes e aproximar o público dessas produções, que geralmente têm espaços de exibição restritos a festivais. O Cine Avuadora já passou por Alagoinhas e, depois de Valença, segue para Jequié, onde também vai exibir apenas filmes baianos de curta-metragem contemporâneos. 
A iniciativa promove uma reflexão sobre o espaço do curta-metragem dentro do panorama da produção audiovisual, que, mesmo diante de um contexto favorável em termos de realização, ainda passa pelo gargalo da distribuição.   
Produções locais 
Em um segundo momento, o CUAL vai abrir uma seleção para que realizadores de Valença e região possam inscrever seus curtas, que serão expostos em uma sessão posterior, no mês de maio. Esses filmes serão exibidos com trabalhos do CUAL, agregando, numa mesma sessão, uma diversidade estética e de métodos de produção. 
A ideia é promover também o diálogo entre essas produções locais e o público da própria região. O Cine Avuadora tem apoio financeiro do Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento à cultura gerido pelas secretarias de Cultura do Estado (Secult) e da Fazenda (Sefaz), através do edital ‘Agitação Cultural: Dinamização de Espaços Culturais’.

Fonte: Ascom/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult)