Responsáveis por atuar na linha de frente do programa estadual Pacto pela Vida, os comandantes das Bases Comunitárias de Segurança (BCS) da Bahia participaram, nesta quinta-feira (17), de reunião com profissionais da Secretaria de Comunicação do Estado (Secom) responsáveis pelos setores de rádio, TV e propaganda do Governo da Bahia, além da Assessoria de Imprensa do Governador.

O diretor do Departamento de Comunicação Social da Polícia Militar da Bahia (PMBA), coronel Sérgio Baqueiro, disse que, além de orientar os militares sobre a forma de se comunicar com clareza e objetividade, a capacitação auxilia a corporação a estabelecer uma relação ainda mais transparente com a sociedade, por meio da imprensa. “É muito importante esta experiência ser discutida aqui, dentro da Secretaria de Comunicação, [com] esses policiais que trabalham nas Bases Comunitárias de Segurança, que se comunicam o tempo todo com a comunidade”.

Imprensa, redes sociais e marcas do governo

Durante o evento, o assessor de imprensa do governador, Ipojucã Cabral, também compartilhou experiências profissionais. Na oportunidade, ele destacou o papel da imprensa como principal elo entre o trabalho social realizado pelas bases de segurança nas comunidades e os veículos de comunicação. “É importante que os policiais, os comandantes das [unidades] abram as portas das bases para a imprensa, para informar tudo da forma mais transparente possível”.

Os policiais que comandam bases comunitárias na capital, Região Metropolitana de Salvador (RMS) e no interior também receberam orientações sobre a exposição na internet, utilização das redes sociais e das marcas do governo. Para o subcomandante da BCS de Vitória da Conquista, Wellen Gonsalves, aprender mais a respeito do valor da informação foi um dos pontos altos do treinamento.

“Este encontro trouxe um pouco mais de segurança para nós, que estamos numa posição de comando, responsáveis por conceder entrevistas, fornecer informações, todas de grande repercussão. Então é muito importante que estejamos cientes das técnicas, mais seguros e preparados”.

Para a capitã Sheila Barbosa, comandante da BCS Santa Cruz, em Salvador, compartilhar experiências com os jornalistas da Secom foi esclarecedor. “Precisamos entender e internalizar que toda ação voltada para a área de comunicação é importante”.

O diretor do DCS da Polícia Militar informou que outras atividades estão previstas e vão abranger também os comandantes de unidades policiais como os batalhões e companhias independentes. “Tivemos [em 2015] um curso para oficiais que vão participar das assessorias de comunicação da corporação. Este ano, nosso objetivo é oferecer três cursos, como este, e pequenos cursos para oficiais das unidades para que, diante das situações que eles enfrentam nas ruas, possam difundir os trabalhos realizados”.

Repórter: Jhonatã Gabriel