O governador Rui Costa fez uma visita ao Hospital Martagão Gesteira, em Salvador, nesta quarta-feira (20), acompanhado da primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia (VSB), Aline Peixoto. No setor de oncologia, Rui conheceu o pequeno Gustavo, de seis anos, que, esta semana, movimentou as redes sociais com um vídeo parabenizando o governador, pelo seu aniversário, na segunda-feira (18). O vídeo teve mais de dez mil visualizações e circulou entre os internautas, que curtiram e compartilharam a iniciativa do garoto, diagnosticado com leucemia.

Em retribuição, Rui levou um bolo para Gustavo, que explicou o motivo da publicação do vídeo. “Eu queria dar os parabéns para o governador porque ele ajuda a gente no hospital e me disse que vai me levar na casa dele quando eu sair daqui. Eu quero que ele fique com Deus”.

Quando descobriu que o filho tem leucemia, a mãe de Gustavo, Joyce Medeiros, deixou o trabalho para cuidar do filho. “Com onze meses ele foi diagnosticado no Hospital Irmã Dulce e transferido para cá, onde faz a quimioterapia há cinco anos. Ele estava em isolamento e eu vi nas redes sociais as pessoas parabenizando o governador. Então, tive a ideia de fazer o vídeo e ele gravou. É uma forma de gratidão, de reconhecimento pelo que o Governo do Estado está fazendo pelo Martagão Gesteira”.

Alegria e cura

Não é a primeira vez que a alegria e a mudança na rotina, tão importantes para o sucesso de tratamentos delicados como o de Gustavo, batem à sua porta. Recentemente ele teve a oportunidade de assistir ao treino da Seleção Brasileira, no Estádio de Pituaçu, na capital baiana, e chegou perto de grandes jogadores como Neymar e Daniel Alves, também por intermédio das Voluntárias Sociais da Bahia. Na ocasião, o pequeno Gustavo recebeu uma camisa do ídolo Neymar.

De acordo com o presidente do Martagão Gesteira e da Liga Álvaro Bahia, Durval Oliviere, “a ideia é criar para a criança uma sensação lúdica de que a vida é alegre, mesmo que ela esteja parcialmente debilidada. É o que tentamos fazer aqui neste hospital”. Segundo ele, isso tudo faz parte do tratamento da criança. “É uma ideia original do professor Álvaro Bahia, que criou este hospital voltado para a puericultura”.

Estrutura e caso de sucesso

Com 179 leitos, o Martagão Gesteira atende 130 crianças no setor de oncologia, dos quais 28 ficam internadas no hospital. Ao todo, anualmente, são mais de 57 mil atendimentos especializados, 5,6 mil cirurgias, quase 31 mil exames diagnósticos e 106 mil exames laboratoriais.

A estrutura salva vidas como a de Enzo, de dois anos, que está curado da leucemia. “A gente não sabia que existia um hospital público com essa possibilidade, então começamos o tratamento particular. Agora, aqui, após cinco meses de tratamento, ele já está com todas as taxas normais e daqui a três meses será só revisão, está curado”, afirmou o pai de Enzo, Tarcísio Matos.

Repórter: Raul Rodrigues