Cerca de 5 mil consultas oftalmológicas e 1.500 cirurgias de catarata serão realizadas no centro-sul da Bahia até o dia 31. O programa Saúde sem Fronteiras está atendendo moradores de 21 municípios da região desde segunda-feira (25). A estrutura para o atendimento, que está montada no Ginásio Poliesportivo Hélio Negreiros, em Caetité, foi visitada pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, nesta quarta (27). 
O programa itinerante mobiliza uma equipe de mais de 100 profissionais, entre médicos oftalmologistas, anestesiologistas, enfermeiros, técnicos e profissionais de apoio. O público-alvo é composto pela população com idade a partir de 60 anos e por alunos do Programa Topa (Todos pela Alfabetização), que receberão óculos de grau, caso haja necessidade, por meio de uma parceria com a Secretaria de Educação do Estado (Sesab). 
De acordo com secretário, além das consultas e das cirurgias de catarata, por meio do programa, é possível identificar outros problemas, como glaucoma. “Este é um serviço no qual o Governo leva o atendimento para próximo de onde está a população. Ao invés de o paciente ter que ir para Salvador ou ter que esperar por meses, o procedimento é feito no local onde ele está”, destacou Fábio Vilas-Boas.
Para os usuários que passarem por cirurgia de catarata, a Sesab vai disponibilizar o colírio para ser usado durante 30 dias. Todos os pacientes operados deverão retornar para avaliação pós-cirúrgica, em 24 horas. Nos próximos 30 dias, uma equipe de oftalmologistas retornará ao município de Caetité para assegurar o atendimento de intercorrências, caso elas existam, entre pacientes atendidos na região.
Uma das beneficiadas pelo programa em Caetité foi a aposentada Delci, que realizou a cirurgia de catarata. “Entrei com minha vista toda embaçada e não levou nem cinco minutos para eu voltar a enxergar claramente”, afirmou. 
Fonte: Ascom/Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab)