Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, terá uma Comunidade de Atendimento Socioeducativo para adolescentes em cumprimento de medidas de internação e internação provisória. O governador Rui Costa assinou, nesta sexta-feira (29), a autorização para a licitação do equipamento. 
A solenidade foi realizada durante a entrega da Praça Centro de Artes e Esportes Unificados J.Murilo, quando o governador também entregou um sistema de abastecimento de água que vai atender às localidades de Barroca, Vereda e Cabaceira, beneficiando cerca de 1.800 moradores. Antes, ele inaugurou a Farmácia da Família, orçada em R$ 160 mil. 
“Chego aqui e encontro essa praça, construída pela Prefeitura, com biblioteca, sala de cinema, equipamentos de esporte e com um Cras [Centro de Referência de Assistência Social]. Vou cobrar o mesmo padrão desta praça na construção da Comunidade de Atendimento, que vai receber R$ 22 milhões em investimento, sendo R$ 2,7 milhões de contrapartida do Estado e o restante do governo federal”, afirmou Rui. 
Para o secretário nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Rodrigo Torres, os equipamentos são um exemplo de cuidado com a juventude. "A gente combate a violência dando alternativas de sucesso à população, como a unidade socioeducativa que vai ser construída, e dando oportunidade aos adolescentes de se reintegrarem à sociedade”.
Ainda em Vitória da Conquista, o governador visitou as instalações do Centro Integrado dos Direitos da Criança e do Adolescente. “O centro reúne em um só lugar toda a assistência a um jovem, seja da Promotoria, do Conselho Tutelar, Defensoria e Juizado. É um exemplo a ser reproduzido em muitos municípios da Bahia. Vou sugerir que todo prefeito visite este núcleo, que é uma referência para acolher e dar carinho às nossas crianças”, explicou. 
Encontro com estudantes  
Em seguida, Rui assistiu a apresentações culturais de teatro, capoeira e música dos estudantes do Colégio Estadual Camilo de Jesus Lima. A escola se envolve em diversos projetos estruturantes da Secretaria da Educação, a exemplo de Artes Visuais Estudantis (Ave), Festival Anual da Canção Estudantil (Face), Tempos de Artes Literárias (Tal) e Jogos Estudantis da Rede Pública (Jerp), além de desenvolver iniciativas como Feira de Ciências, Bienal Eliseu Sena, Novembro Negro, Resgate às Culturas Populares, gincanas e palestras sobre a família.
Rui avalia que não há maneira melhor para o governador tomar as decisões do que conhecer cada escola, conversar com alunos, pais, professores e diretores. “Eu tenho feito uma peregrinação para motivar a comunidade escolar e o envolvimento da família com a educação. Quando se tem esse envolvimento, é muito mais fácil melhorar os indicadores educacionais. Por isso, estou fazendo essa caravana para distribuir entusiasmo e pedir que as pessoas se apaixonem pela educação”. 

Repórter: Raul Rodrigues