Na manhã desta segunda-feira (18), representantes do Governo da Bahia e do grupo quilombola do Quingoma, do município de Lauro de Freitas, deram seguimento às negociações sobre a construção do novo anel viário da cidade, localizado em área próxima à comunidade. O objetivo da reunião, realizada no auditório da secretaria estadual da Casa Civil, em Salvador, foi estreitar o diálogo e apresentar aos quilombolas os avanços rumo ao estudo arqueológico previsto para acontecer na área, que norteará a delimitação do traçado da via.
Um grupo interdisciplinar para a realização do trabalho já foi definido. A previsão é que, após um prazo aproximado de quatro meses de pesquisas, um Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID) seja emitido, que servirá de instrumento para o reconhecimento da área pertencente ao quilombo.
O representante da Comissão de Transportes de Itinga e membro do Conselho da Igualdade Racial do município de Lauro de Freitas, Paulo José do Sacramento, disse estar feliz com os avanços alcançados. “Como líder comunitário, estou satisfeito com o envolvimento do Governo e da Casa Civil na negociação. Espero que essa conversa se intensifique ainda mais e que os impactos ambientais e sociais que a obra vai causar sejam estudados”.
Segundo o secretário estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, com o resultado do RTID, as obras do Contorno de Lauro de Freitas poderão ser realizadas de forma correta, respeitando o interesse de todos os envolvidos. “A melhoria da vida dos cidadãos de Lauro de Freitas é o nosso principal desejo comum. Trazemos a questão para ‘dentro de casa’, a fim de checar todas as possibilidades e encontrar uma melhor solução, que beneficie a todos”, disse.
Fonte: Ascom/Casa Civil