Os organizadores do maior encontro mundial sobre as chamadas cidades inteligentes querem promover na Bahia, em 2017, a primeira edição da ‘Smart City Expo World’ fora da Espanha. Nesta semana, eles entraram em contato com o Governo da Bahia para oficializar o interesse, e os desdobramentos já ocorrem.

Após conversa entre o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, o representante do Governo da Bahia, em Brasília, Jonas Paulo, o consultor internacional, representante da Catalunha, Adroaldo Quintela, e o assessor especial da Secretaria Geral da Presidência da República, Efraim Neto, na segunda-feira (25), em Brasília, foi dada a largada para o planejamento.

O governo baiano entrou em contato com a Prefeitura de Salvador, nesta sexta (29), para alinhar a realização do evento na Bahia e ficou acordado que, na próxima segunda-feira (1º de fevereiro), será realizada uma reunião entre gestores estaduais e municipais.

A feira é considerada uma oportunidade para debater e apresentar soluções de diferentes países quanto às mais variadas questões que as cidades enfrentam. Jonas Paulo destacou como exemplo a mobilidade urbana.

“Apresentamos ao representante do evento o projeto do VLT [Veículo Leve Sobre Trilhos] de Salvador, a proposta da construção do Centro de Convenções do Comércio, já que se trata de PPP [Parceria Público-Privada], e logicamente o uso das energias alternativas, já em curso na Bahia”, afirmou.

O evento na capital baiana deve ser realizado, em maio do próximo ano, no Parque de Exposições de Salvador. Em 2016, o Governo da Bahia levará um estande para a feira, que acontece em novembro, na Catalunha (Espanha).