Em evento nesta quinta-feira (28), no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador, foi lançada a Rede de Assistência para a Elaboração e Reelaboração do Plano de Carreira e Remuneração (PCR) dos profissionais de educação, que atuam nos municípios baianos. A iniciativa é do Governo da Bahia, por meio da Secretaria da Educação do Estado, Ministério da Educação (MEC) e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado da Bahia (Undime-BA).

As prefeituras que aderirem à rede serão acompanhadas e beneficiadas com assistência técnica e suporte da secretaria na estruturação dos planos e remuneração de seus técnicos. Transmitido por videoconferência, o encontro foi acompanhado por dirigentes municipais e técnicos presentes em 24 Núcleos Regionais de Educação (NRE).

De acordo com o secretario estadual da Educação, Osvaldo Barreto, a rede está inserida nas ações programa Educar para Transformar – Um Pacto pela Vida, que tem como um dos eixos centrais o regime de colaboração do Estado com os municípios. Segundo ele, o Plano Nacional de Educação prevê que os municípios têm, até meados de 2016, para elaborar os planos de carreira, e há uma discussão sobre a necessidade de revisão dos planos.

“Hoje estamos iniciando o processo de implantação de uma rede visando capacitar cada município a utilizar um sistema [Web] desenvolvido pelo MEC, que é um instrumento onde cada município, na elaboração de seus planos, pode testar e projetar os impactos dos planos nos próximos dez anos”, explica o secretário. Municípios que já têm planos podem usar o mesmo sistema disponível na Web.
Lenise Luedy Fair, secretária de Educação de Ibirataia, afirma que o município, situado na região sul da Bahia, possui um Plano de Carreira criado recentemente, e o encontro serviu para tirar dúvidas. “Viemos [participar] em busca de novas opções de melhoria para o nosso plano”.

Também estiveram presentes no evento William Panfile, representando a Undime-BA; Sérgio Roberto de Souza, diretor de Valorização dos Profissionais da Educação da Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino (Sase/MEC) e Caio Pina, presidente da União dos Vereadores da Bahia (UVB).

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia