O Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS) se reuniu, nesta quinta-feira (21), para constituir a Câmara Técnica de Agroecologia e iniciar os trabalhos de discussão de uma proposta de Lei Estadual de Agroecologia. No encontro, o secretário de Desenvolvimento Rural e presidente do Conselho, Jerônimo Rodrigues, ressaltou a importância do Estado como agente estratégico para a construção de um novo paradigma. 
“Temos que mudar o modelo de vida no mundo em que vivemos, trazer a educação e a saúde para o debate, coordenando forças. A nossa cultura educacional é a de vender veneno, máquinas, produção de grãos, sem discutir a estrutura agrária. Produzir de forma sustentável é fundamental para melhoria da qualidade de vida”, disse Jerônimo. 
Já a representante da Articulação de Agroecologia da Bahia (AABA), Cinara Sanches, apresentou os históricos de construção da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, o decreto federal que trata do tema e o Projeto de Lei 21.479/2015. Para Joelson Ferreira de Oliveira, agricultor e morador do assentamento Terra Vista, essa é uma importante discussão para construção desse projeto de agroecologia, pois, segundo ele, “a agricultura em larga escala está chegando ao final, levando a humanidade a enfrentar situações, muitas vezes, adversas. É preciso repensar nossa permanência na Terra e produzir com sustentabilidade”. 
Outros dois encontros – em 18 de fevereiro e na primeira semana de março – vão dar continuidade às discussões. Em seguida, os resumos das discussões serão disponibilizados para consulta pública nos sites das secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR) e de Meio Ambiente (Sema)
Além de membros do Conselho, estiveram presentes na reunição representantes da SDR e da Sema, bem como das secretarias de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (SEAGRI) e Casa Civil. Representantes de universidades, movimentos sociais da agricultura familiar e do grupo de Segurança Alimentar e Nutricional do Governo do Estado também participaram.

Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)