O Arquivo Público do Estado da Bahia promove, às 15h desta segunda-feira (25), dia em que é comemorada a Revolta dos Malês, a palestra do historiador, professor e escritor João José Reis. Ele vai abordar o tema ‘A Revolta dos Malês: fontes e interpretações’, citando aspectos históricos e memórias da rebelião que ocorreu, em 1835, em Salvador.

Aberta ao público, a atividade também comemora os 126 anos do Arquivo completados no último sábado (16). A unidade, vinculada à Fundação Pedro Calmon, da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), funciona na Baixa de Quintas, na capital baiana.

A Revolta dos Malês foi organizada por negros muçulmanos, principalmente de origem iorubá, chamados nagôs na Bahia. Uma das reivindicações era o fim da escravidão e da imposição da religião católica.

Participaram do levante aproximadamente 600 combatentes. Destes, 73 rebeldes e dez oponentes foram mortos. Vencidos pelos soldados das forças oficiais da época, dezenas de africanos foram condenados a penas de açoite, prisão, degredo e morte.

Fonte: Ascom/Fundação Pedro Calmon