Ao som de samba com os cantores Riachão, Nelson Rufino, Cacau do Pandeiro, Ju Moraes e outros nomes do cenário artístico baiano, o Governo do Estado anuncia as ações e estruturas para a festa, durante evento na manhã desta quinta-feira (28), no Hotel Sheraton da Bahia, no Campo Grande, em Salvador. A coletiva de imprensa, que apresentou as iniciativas em turismo, saúde, transporte, cultura, comunicação e diversas outras áreas de atuação, mostrou que a folia deste ano terá um grande homenageado: o folião pipoca. Serão mais de 60 atrações sem cordas somente em Salvador, além de investimentos do governo estadual no Pelourinho e em 16 cidades do interior, com ações voltadas para a democratização da folia.

Ao lado de artistas que participarão da festa com apresentações gratuitas, como Bell Marques, Gilmelândia, Magary Lord, além de secretários de Estado, o governador Rui Costa falou sobre a marca do povo da Bahia que é o Carnaval. "Conclamo a todos para que possamos cuidar do patrimônio da Bahia, a marca do povo baiano, que é a nossa diversidade cultural, de raça, de manifestações artísticas. É a arte e a cultura que representam um povo em todo o mundo e por isso acreditamos e investimos no Carnaval. A folia é uma marca do nosso estado, é um pouco do que temos aqui, reforçamos aquilo em que somos singulares, e por isso que vale muito o investimento".

Ainda de acordo com Rui, foram investidos R$ 69 milhões para o Carnaval 2016 “e mais de 60% foram destinados para garantir a segurança de todos". Em resposta a questionamentos da imprensa, o governador afirmou que empresas privadas pagaram os cachês dos artistas que farão a festa do folião pipoca.

Programação

Diversas atrações gratuitas serão realizadas em todos os circuitos da folia. A essência da festa de rua, democrática e para todo mundo, será resgatada com 63 atrações em trios sem cordas no Campo Grande e na Barra. Quem for ao Pelourinho, vai participar de uma grande homenagem ao Samba – com mais de 220 apresentações – e assistir a uma série de manifestações culturais que só a folia do Pelô pode oferecer na capital baiana.

Na programação do Governo do Estado também estão nomes que garantem a preservação do tradicional Carnaval de Salvador – como Moraes Moreira, Baby do Brasil e Luiz Caldas -, aos novos sucessos da folia baiana – a exemplo da Vingadora e dos jovens da Oito7Nove4, passando pelas atrações que tem arrastado multidões ao longo dos últimos anos, como Saulo, Carlinhos Brown e Léo Santana. A programação completa está disponível no site www.carnaval.bahia.com.br e no Flickr do Governo da Bahia.

O Carnaval também vai ser uma festa segura e com ações de responsabilidade social no que depender das iniciativas do Governo do Estado, que vai promover a folia na capital e em 16 cidades do interior: Juazeiro, Lapão, Maragojipe, Porto Seguro, Conde, Cairu, Rio de Contas, Barreiras, Ilhéus, Itacaré, Madre de Deus, Palmeiras, Prado, Salinas da Margarida, Uruçuca e Valença.

Carnaval democrático

Durante a apresentação das ações, o secretário da Cultura, Jorge Portugal, destacou que o Governo do Estado está recuperando o carnaval inclusivo e anunciou o slogan da folia para este ano: ‘É pra todo mundo e todo mundo ama’. "Contaremos a história de cem anos do samba da Bahia, desde a origem, além do festejo de rua, com o folião pipoca, numa programação diversa e para todos os gostos".

Ações sociais

Mais uma vez vai funcionar no carnaval o Observatório de Violação de Direitos de Crianças e Adolescentes para atender vítimas de exploração pelo trabalho infantil, em iniciativa promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). Além disso, um plantão reunindo Conselho Tutelar, Ministério Público, Defensoria Pública, delegacias especializadas, equipes técnicas da SJDHDS, Cedeca e outros órgãos que compõem o Comitê de Proteção, funcionando 24 horas.

As mulheres também receberão atenção especial, por meio da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM). As mulheres vítimas de violência terão espaço para denúncias e acolhimento na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), em Brotas, além de campanha de conscientização sobre violência contra as mulheres nos mais variados espaços da cidade, camarotes e circuitos oficiais do Carnaval. Além de Salvador, as cidades de Ilhéus, Barreiras, Vitória da Conquista e Porto Seguro contarão com a Campanha de Enfrentamento à Violência contra a Mulher – “Vá na moral ou vai se dar mal”, que terá como madrinha Maria da Penha.

O racismo não terá vez no Carnaval da Bahia e, pensando nisso, entre quinta (4) e terça-feira (9) , das 14h às 22h, o Centro Nelson Mandela Itinerante funcionará na sede do Procon (Rua Carlos Gomes, 746, Centro), recepcionando denúncias e oferecendo orientação jurídica aos foliões, integrado aos órgãos da Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa.

Mobilização

Todas as secretarias estaduais estão mobilizadas durante a festa em ações que garantem reforço nos atendimentos da saúde, segurança pública, turismo, entre outros.

Clique na figura abaixo ou utilize as setas em cima da imagem para conferir a programação de cada circuito:
 28/01/16 Programação do Carnaval 2016