Sessenta baianas de acarajé vão atuar, este ano, com mais tempero nos tabuleiros durante o Carnaval de Salvador. Elas concluíram o curso de Manipulação de Alimentos e Gestão Básica, realizado pela Universidade Católica do Salvador (Ucsal), em parceria com a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). 
As baianas foram divididas em turmas de 20 alunas cada, com aulas realizadas três vezes por semana (segunda, terça e quarta), no campus da Ucsal, na Lapa, totalizando a carga horária de 12 horas. “Aprendemos muito a preparar o nosso famoso acarajé com mais higiene e organização. Saio daqui feliz com a qualidade dos professores. Eles nos ensinaram que este quitute, que deixa todo mundo com água na boca, é realmente um produto de qualidade e fácil comercialização”, comemora Angélica Ferreira, bacharel em Turismo e que atua no receptivo. 

Aprendizado 
Rubens Pereira da Silva, que também prepara e vende acarajé, estava satisfeito com o aprendizado. “Foram muitas novidades apresentadas pelos professores. E tudo que aprendi aqui tem o seu valor e importância na minha profissão. Mas quero aprender ainda mais, pois estou há quatro anos trabalhando com um tabuleiro em Itapuã, ali na rótula da feirinha”. 
Na cadeira ao lado, Waldomira Santiago, que tem um ponto de venda na praia de Piatã, em frente ao Serviço Social do Comércio (Sesc), valorizou o que viu e ouviu nos três dias de aulas. “Aprendi muita coisa boa, principalmente em termos de higiene e prática da produção do acarajé”. 
Parceria 
A terceira turma do projeto Setre-UCSal encerrou suas atividades na terça-feira (27), com a presença do secretário Álvaro Gomes. “Foi a nossa primeira experiência de qualificação oferecida para este segmento. Sabemos o quanto é importante, para vocês, mulheres empreendedoras, adquirirem novos conhecimentos. E se vocês apostaram nesta iniciativa, é porque acreditam no que poderemos fazer mais adiante em prol da categoria”, destacou. 
Além do curso de Manipulação de Alimentos e Gestão Básica, a Setre e a UCSal firmaram um Protocolo de Intenções que prevê uma série de programas e atividades, como treinamento de recursos humanos, planejamento e desenvolvimento nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. As noções de higiene e manuseio vão ajudar no fortalecimento dos negócios das baianas.  
Fonte: Ascom/Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre)