A partir desta terça-feira (22), a população de Salvador conta com mais uma estação de metrô. A inauguração da tão aguardada Estação Pirajá está sendo feita pela presidente da República, Dilma Rousseff, pelo governador da Bahia, Rui Costa, e pelo presidente do Grupo CCR, Renato Vale nesta manhã.

O evento marca também a conclusão do projeto original da Linha 1 do metrô, com 12 quilômetros de extensão e oito estações. São elas: Lapa, Campo da Pólvora, Brotas, Bonocô, Acesso Norte, Retiro, Bom Juá e Pirajá. Está prevista ainda a expansão da Linha 1 até Águas Claras/Cajazeiras, cuja licitação deve ser lançada pelo governo no primeiro trimestre de 2016.

O governo conclui o projeto original da Linha 1 em apenas dois anos e meio após a transferência da gestão do sistema do município de Salvador para o Estado, ocorrida em maio de 2013. Localizada às margens da BR-324, com acesso pela Rua da Indonésia, a oitava estação do metrô beneficia os moradores dos bairros de Campinas de Pirajá, Marechal Rondon, Lobato, Boa Vista de São Caetano, São Caetano, Calabetão, Mata Escura, Jardim Santo Inácio e Granjas Rurais Presidente Vargas.

Inicialmente em operação assistida, com acesso gratuito, a Estação Pirajá passa a funcionar de segunda a sexta-feira, das 11h às 14h, e aos sábados, das 8h às 14h30. Os trens circulam da Lapa a Bom Juá, com tempo de percurso de 15 minutos, e os usuários irão desembarcar para embarcar novamente seguindo para a Estação Pirajá, com tempo de viagem de mais três minutos.

O horário de funcionamento da Estação Pirajá será estendido gradualmente até abril de 2016, quando entrará em operação comercial, com funcionamento das 5h à meia-noite todos os dias, inclusive nos feriados. Quando estiver em operação plena, a estação deve receber cerca de 150 mil passageiros por dia.

Com 8.484 metros quadrados de área construída, a maior estação em capacidade da Linha 1 possui banheiros feminino e masculino, banheiros adaptados para pessoas com deficiência, elevadores, escadas rolantes e piso tátil. A estação tem arquitetura moderna que privilegia a ventilação natural e conta com iluminação em LED.

A Estação Pirajá está integrada ao Terminal de Ônibus Pirajá por meio de uma passarela de acesso com 130 metros de comprimento e seis metros de largura. Para o atendimento ao usuário e segurança na nova estação, a CCR Metrô Bahia conta com 30 colaboradores e 78 câmeras de monitoramento que estão interligadas ao Centro de Controle Operacional (CCO). Os agentes passaram por treinamentos, incluindo o módulo de acessibilidade para garantir a condução das pessoas com deficiência, idosos e cadeirantes, possibilitando o conforto e bem-estar dos usuários.

A construção da Estação Pirajá durou 12 meses e contou com o trabalho de mais de 600 operários. Um dos principais desafios da construção da nova estação foi vencer o terreno rochoso, com a remoção de uma rocha de 12.843 m3 e escavação de 76.739 m3 de terra para possibilitar as fundações. Além disso, outro diferencial foi a montagem da grande cobertura da estação, que possui 145,6 toneladas.

Obras da Linha 2

As obras da Linha 2 do metrô, do Acesso Norte ao Aeroporto, seguem em ritmo acelerado, com avanço físico de 21%. Ao todo, estão instalados dez canteiros de obras: Estação Acesso Norte, Estação Detran, Estação Rodoviária, Imbuí, via permanente, Estação CAB, Central de Concreto, Estação Flamboyant e Estação Tamburugy.

No próximo dia 26 de dezembro, o terminal de transbordo Iguatemi será desativado para possibilitar a construção das futuras estações Rodoviária e Pernambués do metrô. Os ônibus deixarão de parar no terminal e passarão a parar em duas plataformas provisórias e em um ponto da faixa exclusiva, próximo à Madeireira Brotas, além de outros seis pontos da região entre o transbordo Iguatemi e a concessionária Grande Bahia, fora da via exclusiva dos ônibus.

Cerca de 1.890 operários trabalham nas obras da Linha 2, que, quando concluída, em 2017, terá 12 estações e 20 quilômetros. O projeto prevê ainda a expansão até Lauro de Freitas, completando 13 estações e 23 quilômetros de extensão da Linha 2. A previsão da concessionária é ter o primeiro trecho, entre Acesso Norte e Rodoviária, concluído até o final do primeiro semestre de 2016.