O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) informa que, das 37 praias avaliadas pelo órgão, em Salvador e Lauro de Freitas (cidade situada na área metropolitana da capital), 16 estão com um ou mais trechos impróprios para o banho neste ‘feriadão’ do Réveillon.

De acordo com resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas, em cinco semanas consecutivas, apresentam resultado superior a mil coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado seja superior a 2.500 coliformes termotolerantes ou 2.000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 ml de água.

No período chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas pelas galerias pluviais, podendo causar doenças. Em razão disso, os técnicos do Inema também desaconselham o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem, mesmo em dias de sol.

PRAIAS IMPRÓPRIAS PARA O BANHO

Periperi (na saída de acesso à praia após travessia da via férrea)
Penha (situada em frente à barraca do Valença)
Bogari (em frente ao Colégio da PM)
Pedra Furada (atrás do Hospital Sagrada Família)
Roma (Rua Prof. Roberto Correia)
Canta Galo (Rua Agrário Menezes, atrás das antigas instalações da FIB)
Farol da Barra (próximo ao Barravento)
Ondina (próximo à escada de acesso à praia e perto do Morro da Sereia)
Amaralina (no fundo da Escola Cupertino de Lacerda)
Pituba (atrás da praça)
Armação (em frente ao Hotel Alah Mar)
Boca do Rio (em frente ao Posto Salva-vidas)
Corsário (em frente ao Posto Salva-vidas)
Patamares (em frente ao Posto Salva-vidas)
Buraquinho (a 200 metros da foz do Rio Joanes)

Fonte: Ascom/Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema)