Professores da rede estadual, que atuam nas Comissões Permanentes de Avaliação (CPAs), responsáveis pela aplicação dos exames de certificação para os ensinos Fundamental e Médio, participam até esta sexta-feira (11), em Salvador, da ‘Oficina Pedagógica para a Elaboração de Itens da CPA’. Coordenadores pedagógicos e técnicos dos Núcleos Regionais de Educação (NREs) também estão presentes no evento, que acontece no Hotel Vila Velha, localizado na Avenida Sete de Setembro, 1971, Vitória.

Como explica a coordenadora do Ensino de Jovens e Adultos (EJA), Rita de Cássia Oliveira, o encontro visa à elaboração das Matrizes de Referências (competências) para a organização do banco de itens (questões das provas) dos exames. “A atual discussão é parte do processo de reestruturação da política de certificação da Educação Básica no Estado da Bahia”.

Habilidades e competências

Ela informa que antes cada comissão elaborava seu banco de questões para a aplicação das provas. “Agora o nosso objetivo é que o Estado tenha um banco unificado, [resultado de] construção coletiva, que esteja de acordo também com o direcionamento que a rede nacional nos sugere, com o intuito de qualificar e fortalecer o processo de certificação”, afirma.

Segundo Rita de Cássia, os bancos de itens são elaborados em parceria com a Superintendência de Gestão da Informação Educacional (SGINF) e da Coordenação de Avaliação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

Uma das participantes do encontro, a professora Olívia da Rocha Bezerra, do Colégio Estadual Professor Folk Rocha, no município de Barreiras, no extremo oeste baiano, diz que está entusiasmada a reestruturação da política de certificação da Educação Básica. “Esta oficina é fundamental […] no sentido de contextualizar as questões das provas com base nas habilidades e competências”.

Grupos de Trabalho

O processo de formação continuada faz parte da discussão da Base Nacional Comum Curricular e das Matrizes de Referência, por meio de Grupos de Trabalho (GT) divididos por áreas de conhecimento – Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação; Matemática e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias, e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Uma das missões dos profissionais atuantes nas CPAs é incluir as novas tecnologias na estruturação do exame de certificação.

“A atuação dos gestores neste processo também é fundamental. Eles precisam compreender que a certificação é apenas a finalização de um processo que envolve dez provas. A EJA é muito mais do que isto, pois tem o princípio da inclusão e, portanto, a certificação não pode ser pensada como algo pontual. Trata-se de uma ação ampla, que envolve cursos, como o Tempo de Aprender e o Tempo Formativo”, detalhou a diretora da SGINF, Cecília Menezes.

Já a técnica do Núcleo Regional de Educação de Jacobina (NRE 16), Gilka Eliana Lima da Silva, acredita que os representantes dos NREs podem contribuir para a construção do processo de avaliação por área de conhecimento. “A gente precisa ver o sujeito que está fora da escola como um aluno e não apenas como candidato à prova de certificação”.

Avaliações

Nos exames de certificação para os ensinos Fundamental e Médio, as avaliações vão incluir os componentes curriculares de Língua Portuguesa com Redação, Matemática, História, Geografia, Ciências e Língua Estrangeira Moderna (Ensino Fundamental); Língua Portuguesa com Redação e Literatura Brasileira, Língua Estrangeira Moderna, Matemática, História, Geografia, Sociologia, Filosofia, Química, Física, Biologia (Ensino Médio).

O candidato pode realizar mensalmente três componentes curriculares, nos exames do Ensino Fundamental, e quatro nos exames do Ensino Médio, inclusive os alunos do curso regular, com reprovação no último ano dos referidos níveis. Os portadores de certificado de estudos realizados por, no mínimo, dois anos, em instituições legalmente constituídas, poderão solicitar a dispensa dos exames de certificação de Língua Estrangeira Moderna, fazendo a sua inclusão no histórico escolar.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia