A Casa da Música, um dos espaços culturais administrados pela Secretaria de Cultura do Estado (Secult), no bairro de Itapuã, em Salvador, será palco do Encontro Teatro a Céu Aberto! – Circulação, Criação, Formação e Reflexão do Teatro de Rua na Bahia, projeto apoiado financeiramente pelo Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), mecanismo de patrocínio das secretarias estaduais da Fazenda (Sefaz-BA) e de Cultura (Secult).

O evento proporciona ao público e artistas o compartilhamento de pesquisas, abordagens críticas, pontos de vista variados sobre a arte do Teatro de Rua. As atividades, que serão realizadas gratuitamente nas tardes e noites de destes sábado e domingo (19 e 2), contemplam apresentações de espetáculos de artistas e grupos de diversos municípios da Bahia, além de oficina de técnicas dessa arte, rodas de conversa e palestras.

As experiências compartilhadas são de artistas/pesquisadores como Eliene Benício, Romualdo Lisboa, Paulo Dourado, Luis Bandeira, Marquinhos Nô, Tânia Soares e Rafael Morais, de grupos emblemáticos, como O Teatro da Encruzilhada, de Salvador, e que vivenciam atualmente a Arte do Teatro de Rua em seus processos criativos, como o TEG – Teatro de Experiência Grapiúna, de Itabuna, o Circo da Lua, de Uruçuca; a Cia Gente de Teatro da Bahia, de Salvador, o Teatro Popular de Ilhéus, e o grupo anfitrião Teatro Griô.

Também tem os artistas que realizam espetáculos solo de Teatro de Rua, como Marie Primavera, com seu Teatro de lambe-Lambe; o mágico/palhaço Fernando Spiga; o poeta/performer ParetaCalderasch; o ator/palhaço Marcos Farrapo; o músico, poeta e palhaço Alexandre Varapau e o artista italiano Umberto Rosichetti.

O Encontro Teatro a Céu Aberto é uma realização do Teatro Griô, grupo de pesquisa e prática do teatro, tem como fonte de inspiração a arte do Teatro de Rua e dos narradores de história de matriz africana, artistas populares e palhaços, que representam a verdadeira essência humana com sua simplicidade, humor e poesia. Criado há 17 anos, pelos artistas Rafael Morais e Tânia Soares, realiza diversas apresentações artísticas nos mais variados espaços cênicos como praças, ruas, teatros, centros culturais, terreiros de candomblé, quilombos, largos e até em espaços onde geralmente o teatro não chega.

O grupo desenvolve pesquisas e metodologias próprias, além de espetáculos como ‘Brincando com a Morte’, ‘Um Passarinho me contou…’, ‘Histórias de Mãe Beata’, ‘Circo-Teatro na Estrada’; ‘O Caçador de Sonhos’, ‘Na Teia de Ananse’ e ‘A Velha a Fiar’,criou os eventos ‘Teatro Griô em Flor – Encontro Inspirado nas Narrativas de Tradição Oral’, ‘Semana Griô Brincante’, ‘Teatro a Céu Aberto’ e ‘Somos Feitos de histórias e Sonhos. O grupo também oferece cursos, ateliês e oficinas artísticas para pessoas com ou sem experiência de todas as idades. Programação e mais detalhes estão disponíveis no site da Secult.

Fonte: Ascom/Secretaria de Cultura do Estado (Secult)