Com o intuito de fomentar o desenvolvimento do turismo, gestores e técnicos de secretarias municipais participam até sexta-feira (6) da Oficina de Produção Associada, oferecida pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur). A qualificação teve início nesta quarta-feira (4), na sede do órgão, em Salvador, com o propósito de estruturar o setor para aproveitar melhor a oferta de produtos originários das 13 zonas turísticas da Bahia, que podem ser utilizados por hotéis, pousadas, restaurantes, entre outros empreendimentos.

Durante o encontro, os participantes assistiram a apresentações sobre temáticas como integração econômica, manifestações culturais, artesanato e produtos agropecuários. A metodologia utilizada na qualificação abrange também etapas de conceituação, agregação de valor ao produto turístico, elaboração de um catálogo de produtos e acompanhamento das atividades.

“Essa integração com os gestores municipais é importante para criar condições de organizar a produção associada nos municípios. Os próprios destinos devem construir algo positivo para o desenvolvimento local, contribuindo para o fortalecimento da cadeia produtiva do turismo”, destacou a superintendente de Serviços Turísticos da Setur, Ângela Gonçalves.

A produção associada ao turismo é trabalhada pela Setur como um dos objetivos da integração de cadeias produtivas, buscando a geração de emprego e renda para a população baiana. O incentivo é para o consumo de produtos artesanais, gastronômicos, culturais e agroindustriais produzidos nos municípios turísticos do estado.

No cronograma da oficina consta ainda, nesta quinta-feira (5), a apresentação do Manual de Produção Associada ao Turismo, elaborado pelo Ministério do Turismo. Na sexta-feira (6), os gestores participam de uma visita técnica ao Pelourinho para conhecer instituições que desenvolvem trabalho de produção associada, como a Escola Criativa Olodum, o Centro de Formação Artesanal e o restaurante Alaíde do Feijão.

Fonte: Ascom/Secretaria do Turismo (Setur)