As prioridades apontadas em carta divulgada pela Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio-BA, na sexta-feira (27), estão no foco de atuação do Governo da Bahia, com o objetivo de elevar a competitividade do Estado no setor. A afirmação é do secretário estadual do Turismo, Nelson Pelegrino, após participar do evento, na sede da entidade, em Salvador.

A reunião, na sexta-feira (27), teve a presença do diretor da Fecomércio-BA, Jun Yamamoto, de representantes do Ministério do Turismo, deputados da Comissão de Turismo da Câmara Federal e integrantes do Conselho Baiano de Turismo (Cbtur), órgão que reúne as entidades do setor no estado.

Pelegrino afirmou que o Centro de Convenções da Bahia encontra-se em obras e que voltará a funcionar em 2016, em condições de segurança e funcionalidade. Enquanto isso, o diálogo com o comando da Marinha avança com o objetivo de utilização de área, situada no Comércio, para construção de um novo centro de convenções.

O Aeroporto Internacional de Salvador deve ser incluído na rodada de concessões do mês de abril, o que permitirá a construção da segunda pista e a ampliação das áreas de embarque e desembarque para conforto dos passageiros, disse o secretário, citando o empenho do governador Rui Costa neste assunto.

Quanto à movimentação no Porto de Salvador, Nelson Pelegrino afirmolu que entre este mês e fevereiro do próximo ano, período relativo à temporada de verão, serão 55 aportes de navios, trazendo um total de 162 mil turistas. “Salvador é atrativa, e a cadeia produtiva do turismo se fortalece com a chegada dos navios. Temos um receptivo preparado para prestar atendimento de qualidade aos visitantes”.

O Governo do Estado, ainda segundo o secretário, também está investindo na promoção do destino Bahia em todas as mídias, como faz agora com a campanha de verão, e também nas feiras internacionais de turismo. A divulgação internacional foi feita em 2015, em países da América do Sul, como Peru, Paraguai, Uruguai, Chile e Argentina, e da Europa, como Portugal, França, Itália, Espanha e nos Estados Unidos.

Fonte: Ascom/Secretaria do Turismo do Estado (Setur)