Em reunião com prefeitos que integram o conselho consultivo da União dos Municípios da Bahia (UPB), o secretário estadual do Turismo, Nelson Pelegrino, falou sobre a instituição de um calendário anual de eventos turísticos para a Bahia, a ser regulamentado por decreto do governador Rui Costa. A reunião ocorreu na sede da entidade na quarta-feira (18).

Além de gerar maior divulgação das datas mais importantes para o turismo no estado, o calendário ajudará os municípios na captação de recursos junto aos governos estadual e federal. De acordo com Pelegrino, a instituição do calendário irá auxiliar no processo de solicitações de apoio dos municípios ao Governo do Estado, até a validação pelo Conselho Estadual de Turismo, que funciona no âmbito da Secretaria do Turismo (Setur).

“Vamos desenvolver o trabalho com a ajuda dos municípios e divulgar o calendário todos os anos, durante a feira nacional Abav [Associação Brasileira de Agências de Viagem]. Esse calendário deve ser um instrumento de planejamento estratégico para a Setur e vai ajudar agências e operadoras de turismo a também fazerem a promoção e venda de pacotes para os eventos”, disse Pelegrino.

Eventos

Representantes de prefeituras de cidades como Rui Barbosa, Central, Rio de Contas, Coaraci, Lafayete Coutinho e Ibirapitanga. Os mesmos também representaram os Consórcios Públicos Intermunicipais e de Associações Regionais de Municípios.

Maior acesso ao apoio na organização de eventos, especialmente o Carnaval e São João, figuraram na lista de solicitações dos prefeitos, assim como o estímulo à aviação regional e implantação de infraestrutura, entre outros assuntos.

Para a presidente da UPB e prefeita de Cardeal da Silva, Maria Quitéria, o encontro foi uma oportunidade de divulgar as ações da Secretaria do Turismo do Estado junto a gestores municipais. “É importante ter acesso a informações e dados, tirar dúvidas e lançar discussões sobre assuntos comuns das várias regiões da Bahia”.

Transversalidade

O secretário apresentou as ações da Setur e destacou a importância da transversalidade e amplo diálogo com diversas áreas, a exemplo da segurança pública, infraestrutura e cultura. Ele citou os dez aeroportos baianos que recebem voos regulares e os incentivos às companhias aéreas por meio da redução da alíquota do ICMS do querosene, além da implementação do turismo náutico e cultural, por meio do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Nacional).

O programa financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) prevê o investimento US$ 84,7 milhões nos 18 municípios que margeiam a Baía de Todos-os-Santos. Além da recuperação do patrimônio histórico e cultural, estão previstas qualificação profissional e empresarial e ampliação da infraestrutura, com a implantação de bases náuticas, recuperação e construção de píeres e atracadouros, entre outras iniciativas.

Fonte: Ascom/Secretaria do Turismo do Estado (Setur)