A segunda edição do projeto ‘Setre Itinerante – A Secretaria mais perto do cidadão será realizada na Feira Nacional de Agropecuária (Fenagro), no Parque de Exposições de Salvador, nesta terça-feira (1º), das 9 às 16h, quando o secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Álvaro Gomes, e equipe despacham fora da estrutura do órgão, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

O Setre Itinerante será instalado em um estande na área da 6ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Febafes), que acontece em paralelo à Fenagro. É a segunda vez que a Setre realiza a ação. A primeira foi no extinto Mauá, no prédio do Pelourinho, no Centro Histórico de Salvador, em setembro passado.

A iniciativa busca levar as ações do Governo do Estado para mais perto da sociedade, abrindo um canal de comunicação direto com o cidadão, escutando e atendendo com mais acuidade à população baiana. “Queremos dialogar com cada um dos segmentos que a Setre tem responsabilidade de atuação, a partir dos seus programas e projetos. Mas, em especial, com os representantes da área da Economia Solidária”, explica o secretário.

Economia Solidária

A Setre, por meio da Superintendência de Economia Solidária, destinou recursos da ordem de R$ 150 mil para apoiar a 6ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Febafes) e efetivar uma política de transversalidade entre as políticas de Economia Solidária e Agricultura Familiar.

A política pública de Economia Solidária e as ações da Setre/Sesol estarão presentes durante todo o evento, desde os processos de formação e encontros previstos na programação até na exposição de produtos de empreendimentos econômicos solidários atendidos pelos Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol).

Cento e trinta empreendimentos da agricultura familiar e da economia solidária, estarão expondo produtos alimentícios, artesanato, confecção e mais uma diversidade de produtos e serviços, oportunizando ao público visitante ter acesso a outra relação de consumo, quando poderão comprar produtos das mãos de quem produz e conhecer como onde são produzidos.


Fonte: Ascom/Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esportes (Setre)