Representantes de 101 municípios baianos, onde existem postos de atendimento do SineBahia, que oferecem o serviço de emissão da carteira do trabalho, participam até esta quinta-feira (12), em Salvador, de treinamentos para operar o novo sistema CTPS 3.0. O I Encontro de Emissores de Carteira de Trabalho e Previdência Social foi aberto nesta quarta (11), no Hotel Bahiamar, no bairro Costa Azul, pelo secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Álvaro Gomes. O evento é promovido pela Setre, em parceria com o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS).

O secretário destacou a importância da carteira de trabalho para a inclusão social no mercado de trabalho. “Por isso, quero parabenizar o esforço da equipe e desejar que essa atividade seja de grande proveito para todos porque o resultado desse trabalho vai agilizar e melhorar a vida de muita gente”. Ele afirmou ainda que o documento é de grande importância para as pessoas que vivem especialmente em situação de vulnerabilidade. “É nossa responsabilidade facilitar o acesso dessas pessoas a este documento”.

Uma peça teatral, idealizada por servidores da Coordenação de Relações do Trabalho e Documentação (Cortrad) da Setre, abriu os trabalhos, mostrando situações pitorescas e dificuldades enfrentadas na emissão da carteira de trabalho, principalmente com relação à falta dos documentos exigidos ao trabalhador.

Carteira digitalizada

Emitida via WEB 3.0, a carteira de trabalho digitalizada tem pouca diferença em relação a anterior. A grande mudança está na integração do sistema de emissão com o sistema de validação do PIS, na Caixa Econômica Federal. Titular da Cortrad, Jessevanda Galvino disse que o novo sistema operacional vai proporcionar o cruzamento de informações com os demais bancos de dados do governo federal, contribuindo no combate a eventuais fraudes.

Outra vantagem é que o processo torna o documento 100% gratuito, pois o trabalhador não necessita mais desembolsar pelo valor da foto do registro – o retrato digital é tirado durante a requisição do documento. Representante da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-BA), Carlos Melo disse que o ministério tem como meta colocar todos os serviços ao cidadão na era digital. Além da carteira digital, o ministério estuda a implantação do sistema do Seguro-Desemprego com biometria, a certidão negativa de débitos com o MTPS e o Portal Mais Emprego, que permite a autointermediação de mão de obra.

Fonte: Ascom/Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre)