Falta pouco para que os baianos conheçam as 16 adolescentes que concorrerão ao título de Garota Comunidade Base Comunitária de Segurança (BCS) 2016. Nesta sexta-feira (27), as unidades de São Caetano, Rio Sena e Águas Claras, em Salvador, e de George Américo, em Feira de Santana, promovem desfiles para a escolha das representantes. Iniciativa da Polícia Militar, o concurso é uma ação do programa Pacto Pela Vida.

A maioria das 250 inscritas nesta terceira edição sonha em trabalhar como modelo e participa do concurso, buscando ganhar mais espaço no mercado da moda. Gabrielle Paula dos Santos, 17 anos, e Carolaine Oliveira, 18, vencedoras do bairro do Uruguai, na capital, e do distrito de Itinga, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, respectivamente, querem brilhar nas passarelas. Em todas as semifinais, os comandantes das BCSs destacaram a grande aprovação e a maciça participação dos moradores no evento.

Na segunda-feira (30), as garotas do Bairro da Paz e da Fazenda Coutos desfilam, encerrando essa etapa. No dia 17 de dezembro, no Hotel Fiesta, localizado no bairro do Itaigara, em Salvador, as 16 representantes, acompanhadas dos militares das bases e de suas famílias, exibirão na grande final, além da beleza, o conhecimento do bairro onde moram.

Vencedora BCS-2015

A moradora do Nordeste de Amaralina, em Salvador, Mayra Almeida, foi a vencedora do concurso Garota Base Comunitária de Segurança 2015. Ela foi uma das 12 jovens que concorreram na disputa, que teve em segundo lugar Bruna de Souza, também do Nordeste de Amaralina, em terceiro Larissa Estrela, de Santa Cruz, e em quarto Bianca Bastos, do Vale das Pedrinhas.

Segundo o comandante geral da PM, coronel Anselmo Brandão, este concurso busca a interação entre a corporação e a comunidade. “É uma das ações de aproximação da PM com a comunidade. Segurança pública também é autoestima. A sociedade quer uma polícia próxima e amiga. É importante mostrar as potencialidades, beleza, inteligência e cultura dos moradores onde estão inseridas as Bases Comunitárias de Segurança”, afirmou.