O Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR) instalou, no último dia 18, o Scanner de Raio X. O equipamento será utilizado para o escaneamento dos corpos necropsiados pelo IMLNR. Com investimentos em torno de R$ 700 mil, o aparelho ajudará na localização de projéteis, fraturas, próteses e demais lesões.

“Estamos adquirindo uma tecnologia de ponta que vai melhorar significativamente a qualidade do serviço prestado à população”, pontuou o diretor do Instituto, Mário Câmara, ao explicar ainda que o scanner traz mais segurança para o operador, uma vez que não há exposição à radiação.

As imagens produzidas pelo scanner podem ser vistas em tempo real pelo médico na sala de necropsia e ficarão arquivadas em um banco de dados virtual para consultas posteriores. O aparelho permite também medir ossos do corpo, projéteis e lesões.

De acordo com a perita médica-legista Letícia Sobrinho, outro benefício é a resolução oferecida pela máquina. “Com este equipamento é possível identificar lesões que com o raio x comum não são visíveis”, afirmou.

Fonte: Ascom/Departamento de Polícia Técnica (DPT)