Em fevereiro de 2017, 27 municípios do litoral sul do estado terão um novo hospital de referência em atendimentos de urgência e emergência. Esse é o prazo de término das obras da primeira etapa do Hospital da Costa do Cacau, localizado no município de Ilhéus. Em visita ao município, nesta segunda-feira (9), o governador Rui Costa assinou a ordem de serviço que marca o início da construção, com um investimento de cerca de R$ 77,5 milhões. Na segunda etapa, mais R$ 14 milhões serão empregados na expansão de leitos e estrutura do hospital.
Para o governador, o hospital faz parte dos projetos da gestão que vão requalificar, dar mais conforto, dignidade, gerar empregos e renda para o povo baiano. "Sempre que vou ao interior, eu reafirmo meu compromisso com a saúde dos baianos, das crianças, jovens, idosos. Não tem como desenvolver uma região sem pensar nisso. O contrato é de 24 meses para conclusão, mas a construtora afirmou que pode entregar [em] 15 meses. Então tornamos o compromisso público", afirmou Rui Costa. 
A nova instituição de saúde de grande porte da Bahia será capaz de atender, junto a outros hospitais de referência do estado, os 780 mil baianos que moram na região sul, realizando procedimentos de média e alta complexidade, além de internamentos, atendimento ambulatorial em clínica geral, cirurgia, ortopedia e outras especialidades.

Estrutura
Construído numa área de cerca de 70 mil metros quadrados, somente com a primeira etapa das obras, autorizadas pelo governador Rui Costa, o Hospital da Costa do Cacau terá capacidade para 179 leitos. Com a segunda e última etapa da construção, a instituição possuirá um total de 233 vagas, divididas entre as especialidades ofertadas. Serão 30 leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), centro cirúrgico com sete salas, além de setores de hemodinâmica e imagenologia.
Segundo o subsecretário da Saúde do Estado, Roberto Badaró, o Hospital da Costa do Cacau representa a independência dos moradores da região sul em relação a outros centros de referência. "Equipamentos como esse levam atendimento de média e alta complexidade para o interior da Bahia, com estrutura de emergência 24 horas, capacidade para realização de cirurgias eletivas, ressonância. Isso é uma libertação para a região de qualquer outro centro no estado ou fora dele", explicou o subsecretário.
Ainda em Ilhéus, nesta segunda (9), o governador inaugurou o Gasoduto Itabuna/Ilhéus e autorizou a Superintendência de Infraestrutura de Transportes da Bahia –  órgão vinculado à Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) – a realizar licitação para a construção da ponte Ilhéus-Pontal, sobre o Rio Cachoeira, além da implantação do sistema viário na BA-001. 
Repórter: Anna Larissa Falcão