Os consórcios Costa do Descobrimento e Construir serão os próximos a ter seus planos municipais de saneamento básico elaborados com apoio do Governo da Bahia. A ação, que beneficia 21 municípios e mais de 800 mil pessoas no extremo sul baiano, foi discutida nesta sexta-feira (27) no gabinete da Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), no Centro Administrativo (CAB), em Salvador. Participaram da reunião os diretores da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) e da Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), Rogério Cedraz e Rogério Costa, respectivamente.

Na ocasião, o titular da Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), Cássio Peixoto, disse que “nossa meta é ampliar a capacidade de atendimento aos municípios de forma regionalizada, tendo grandes parceiros para compor cada etapa e, dessa forma, desenvolver as atividades concernentes ao saneamento básico”. Ele explicou que a ideia é definir servidores municipais que irão receber informações abrangendo quatro vertentes – abastecimento de água; esgotamento sanitário; limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos; drenagem e manejo de águas pluviais.

Após a reunião desta sexta-feira ficou agendado novo encontro entre os consórcios, SIHS e unidades vinculadas, que ocorrerá no dia 9 de dezembro, para definição das etapas de composição, apresentação e pacto dos Planos Municipais de Saneamento.

Segundo a SIHS, a elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico, na Bahia, ganhou impulso com o investimento de mais de R$ 1,6 milhão por parte do Governo do Estado, numa parceria entre o Consórcio Portal do Sertão, Sihs, Embasa, Agersa e Cerb, permitindo a capacitação de agentes em 18 cidades, visando a realização e execução do plano em cada município.

Fonte: Ascom/Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS)