A chuva forte que caiu na Chapada Diamantina na madrugada desta quinta-feira (26) ajudou a diminuir os focos de incêndio que ainda persistem na região. As equipes de combate agora estão concentradas nas regiões de Mucugê, do Vale do Capão e da Serra do Boqueirão, entre os munícipios de Lençóis e Palmeiras, onde ainda há chamas. Nas localidades de Morro Branco, Barro Branco, Folha Larga e na Serra do Sobradinho o fogo foi controlado e as áreas estão sendo monitoradas para evitar novas incidências. Há previsão de mais chuva para esta noite.

A força-tarefa que trabalha no combate ao fogo na Chapada é formada por equipes da Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Segurança Pública (SSP), Força Aérea Brasileira (FAB), Exército Brasileiro, Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), das prefeituras das cidades atingidas, da Associação das Brigadas da Chapada Diamantina, do Grupo Ambientalista de Palmeiras (GAP) e do Grupo Ambientalista Araça Mirim — Lençóis.

Até o momento, R$ 8,6 milhões de recursos estaduais foram investidos em ações de prevenção e fiscalização; formação e capacitação de brigadistas; compra de equipamentos de proteção; locação de aeronaves, vans e veículos tracionados e atividades de educação ambiental para sensibilização das comunidades.

Além disso, desde 2008, o programa Bahia sem Fogo, coordenado pela Sema, vem realizando ações de prevenção e combate às queimadas e incêndios florestais em todo território baiano, especialmente nas regiões oeste e da Chapada Diamantina, que costumam registrar esses tipos de ocorrência durante o período de estiagem.