A nova etapa do projeto Semente de Ciência, realizado pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), em parceria com a Associação Voluntários para o Serviço Internacional – Brasil (AVSI-Brasil), vai beneficiar cerca de mil jovens em situação de vulnerabilidade social com formação profissional e difusão de ciência. O projeto integra o pacote de ações sociais do Pacto pela Vida, lançada pelo governador Rui Costa, e contará com recursos da ordem de R$ 1,1 milhão.
Na sexta-feira (13), o secretário Geraldo Reis se reuniu com o presidente da AVSI Brasil, Fabrizzio Pellicelli, e com a gerente de projetos do órgão, Layane Almeida, para discutir o perfil das regiões a serem beneficiadas com a ação. A primeira etapa do projeto foi encerrada em junho deste ano, com resultados que garantiram a inserção de 400 jovens no mercado de trabalho, além da formação de 1300 jovens. Entre 2012 a 2014 foram realizadas 1540 visitas ao Centro de Difusão da Ciência do projeto.
Para o novo ciclo, o projeto irá levar o trailer itinerante, que difunde o conhecimento científico para alunos de ensino fundamental de 60 escolas em diversos municípios, além da capital baiana. Outra novidade é a junção do projeto ao Educar para Construir, que forma jovens na área da construção civil. “A ação apresenta importantes índices de inserção no mercado de trabalho. É através de ações como essa que a juventude baiana terá mais oportunidade de inclusão social”, explicou Geraldo Reis.
Já Fabrizzio Pellicelli ressaltou que a nova etapa do projeto vai apresentar novidades metodológicas e sugeriu a comunidade do Boiadeiro, nos Alagados, em Salvador, como uma das possíveis regiões a receber o projeto. “Podemos aumentar a presença social em uma área com alto índice de violência”, disse.

Fonte: Ascom/Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS)