Será realizado nesta sexta-feira (27), a partir das 14h, no Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, na Avenida Sete de Setembro, em Salvador, um seminário sobre a atuação dos afoxés baianos na luta pela liberdade de culto.

Participam do encontro o coordenador do equipamento social, Walmir França, Iracema Neves (Kambalawarze), Francisco Lima (Filhos de Gandhy), Ednaldo Santana (Filhos do Congo), Georgenes do Amor Divino (Pai Borocô) e Mãe Val (Filhos de Ogun de Ronda).

De origem iorubá, a palavra afoxé pode ser traduzida como "a fala que faz". Trata-se de uma manifestação que tem profunda vinculação com as religiões de matriz africana. O evento é gratuito, com fornecimento de certificado, e integra as atividades do Novembro Negro.

Fonte: Ascom/Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi)